Proposta para reduzir o alto índice de absenteísmo em uma empresa de alimentos / Proposal to reduce the high absenteeism index in a food company

João Antonio Ezaú, Mayara Cristina Da Silva Goes, Gerson Dreher Neto, Samanda Ferreira De Camargo Santos, Adriana Andrade Braga, Maiara Saory Matucheski, Jamerson David, Rosilda do Rocio do Vale, Leticia Stroparo Tozetti

Resumo


O presente trabalho é uma pesquisa de campo que foi realizada no dia 23 de agosto de 2018, por meio de uma visita a uma empresa para identificar as causas que impactam no índice de absenteísmo desta organização, e quetem como objetivo apresentar um plano de ação com propostas para reduzir este número.Por meio da pesquisa bibliográfica fundamentou-se os principais conceitos referentes a absenteísmo, entrevista informal e pesquisa documental para coletar informações na empresa, diagrama de Ishikawa e brainstorming para identificar as causas.Foram encontradas sete causas que contribuem para o alto índice de absenteísmo da empresa, sendo que a partir da utilização da Matriz GUT foi possível identificar que os fatores que mais impactam são: ainsatisfação dos colaboradores com a empresa; a falta de ginástica laboral e a não utilização de equipamentos de proteção individual. Utilizando-se a ferramenta 5W2Hfoi elaborado o plano de ação com propostas para as três causas que mais impactam no problema, que se aplicadas reduzirão o alto índice de absenteísmo na organização.


Palavras-chave


Absenteísmo;Relações Humanas;Gestão de pessoas.

Texto completo:

PDF

Referências


AGUIAR, G. de A. S.; OLIVEIRA, J. R. Absenteísmo Suas principais causas e consequências em uma empresa do ramo de saúde.Revista de Ciências Gerenciais, São Paulo, v. 13, n. 18, p. 95-113, out. 2009.

CHIAVENATO, l.Administração de recursos humanos: fundamentos básicos. 7 ed. Barueri, SP: Manole, 2009.

CHIAVENATO, I. Gestão de Pessoas: o novo papel dos recursos humanos nas organizações. 4 ed. Barueri, SP: Manole, 2014.

CURIA, L. R.; CÉSPEDES, L.; NICOLETTI, J. Códigos 4 em 1 Saraiva: CLT, CPC, Legislação Previdenciária e Constituição Federal. 9 ed. São Paulo: Saraiva, 2014.

CUSTODIO, M. F. Gestão da qualidade e produtividade. 1 ed. São Paulo: Pearson Education do Brasil, 2015.

FILHO, E. I. Estudo do absenteísmo: contribuições para a gestão de pessoas na indústria automobilística. Estudo de caso de uma empresa multinacional. Rio de Janeiro,2006. 121 f. Dissertação (mestrado em Sistemas da Gestão) – Universidade Federal Fluminense.

GIL, A. C. Como elaborar projeto de pesquisa.5ed.São Paulo: Atlas,2010.

GIL, A. C. Gestão de Pessoas: enfoque nos papéis profissionais. 1 ed. São Paulo: Atlas, 2014.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 5 ed. São Paulo: Atlas, 1999.

MARCONI, M. A.; LAKATOS, E. M. Fundamentos da metodologia científica.7ed.São Paulo: Editora Atlas S.A., 2010.

MARRAS, J. P. Administração de recursos humanos: do operacional ao estratégico. 15. ed.São Paulo: Saraiva, 2017.

PONTELO, J.; CRUZ, L. Gestão de Pessoas: manual de rotinas trabalhistas. 7 ed. Brasília: Senac/DF, 2014.

RIBEIRO, A. L. Gestão de Pessoas.2 ed. São Paulo: Saraiva, 2012.

ROMERO, S. M.; COSTA E SILVA, S.; KOPS, L. M. Gestão de pessoas: conceitos e estratégias. 1 ed. Curitiba: InterSaberes, 2013.

SANTOS, M. B. Mudanças organizacionais: métodos e técnicas para a inovação. 3 ed. Curitiba: Jaruá, 2011.

SILVA, M. M. Absenteísmo: Consequências e impactos na Gestão de Pessoas.Revista Especialize On-line IPOG, Goiânia, vol. 1 n. 7, p. 1-15 jul. 2014.

SOARES, L. Q.; SILVA, E. R.F.Absenteísmodocente em instituição de ensino público.01 de maio 2004. Disponível em: . Acesso em 09 de set. 2018.

SOUTO, D. F. Absenteísmo: preocupação constante das organizações. Rio de

Janeiro, 1998.

SPECTOR, P. E. Psicologia nas Organizações. 4 ed.São Paulo: Saraiva, 2013.

WAGNER III, J. A; HOLLENBECK, J. R. Comportamento organizacional: criandovantagemcompetitiva. 3 ed.São Paulo: Saraiva, 2012.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.