Emprego do capim vetiver para o controle da erosão e cobertura do solo nos areais do sudoeste do estado do RS, Brasil

Carmem Lucas Vieira, Aline Gomes Goulart, Telma Mendes da Silva, Roberto Verdum

Resumo


A perda da cobertura vegetal em ambientes com grande fragilidade natural pode ocasionar o aparecimento e o incremento de extensas áreas com solo exposto, processos de erosão hídrica e arenização, especificamente. Para a região sudoeste do estado do RS, Brasil, verifica-se a escassez de pesquisas com espécies nativas do Bioma Pampa que possam ser destinadas ao controle de erosão e ao reestabelecimento de uma cobertura vegetal permanente. O resultado da carência na produção de mudas e sementes de espécies nativas, adaptadas à problemática regional leva à necessidade de adoção de espécies exóticas para a solução de demandas mais imediatas. O trabalho, desenvolvido em uma pequena propriedade rural familiar no município de São Francisco de Assis/RS, teve como base o plantio de mudas de capim Vetiver (Chrysopogon zizanioides), o emprego de biotêxteis e a aplicação de esterco curtido para o controle da erosão hídrica em superfície e o estímulo à revegetação. Constatou-se a rápida resposta do Neossolo Quartzarênico quanto ao aumento da fertilidade, a importância da proteção do solo contra o impacto direto das gotas de chuva e a efetiva adaptação do Vetiver às condições locais. Ficou comprovada, assim, a viabilidade da metodologia proposta, pioneira para os areais do RS.

 


Palavras-chave


Arenização; Ravinas; Áreas degradadas; Biotêxteis; Bioma Pampa.

Texto completo:

PDF

Referências


Boldrini I.I.; Ferreira, P.M.A.; Andrade, B.O.; Setubal, R.B.; Trevisan, R. & Trevisan, E.M.F. 2010. Bioma Pampa: diversidade florística e fisionômica. Porto Alegre: Editora Palotti. 64 p.: il.

Klant, E. & Schneider, P. 1995. Solos suscetíveis à erosão eólica e hídrica na região da Campanha do Rio Grande do Sul. In: Revista Ciência e Ambiente: Areais do sudoeste do Rio Grande do Sul. Santa Maria, n. 11, p. 71-80, jul./dez.

Pereira, A. R. 2006. Uso do Vetiver na estabilização de taludes e encostas. Belo Horizonte: Boletim Técnico DEFLOR – Bioengenharia, ano 01, nº 003. 20 p.

Souto, J.J.P. 1985. Deserto, uma ameaça? Estudo dos núcleos de desertificação na fronteira sudoeste do RS. Porto Alegre: DRNR - Diretoria Geral, Secretaria da Agricultura. 169 p.

Streck, E.V., et al. 2008. Solos do Rio Grande do Sul. Porto Alegre: EMATER/RS-ASCAR. 222 p.

Suertegaray, D.M.A. 1987. A Trajetória da Natureza: Um estudo Geomorfológico sobre os Areais e Quaraí – RS. Dissertação de Doutoramento. São Paulo: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo. 243 p.

Truong, P.; Van, T.T. & Pinners, E. 2008. The Vetiver System for slope stabilization: an engineer’s handbook. Proven and green Environmental Solutions. 1 ed. Thailand: the Vetiver Network International, 2008. 89 p.

Verdum, R. 1997. Approche géographique des “deserts” dans les communes de São Francisco de Assis et Manoel Viana, État du Rio Grande do Sul, Brésil. Dissertação de Doutoramento. Toulouse: Université de Toulouse Le Mirail, UFR de Géographie et Aménagement. 210 p.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.