Mastites causadas por streptococcus hycus sua ocorrência e perfil de sensibilidade na região noroeste do estado do Rio Grande do Sul

Bruna Carolina Ulsenheimer, Gabriela Mignoni Amarante, Luana Silva da Silva, Luciane Ribeiro Viana Martins

Resumo


A qualidade do leite é um importante fator, que está relacionado diretamente à saúde pública. A mastite é a inflamação da glândula mamária, e esta possui interferência quanto à qualidade do leite comercializado, esta é uma das doenças mais frequentemente presente em rebanhos leiteiros, tendo como principal agente causador, bactérias do gênero Staphylococcus spp. que comumente apresentam resistência aos antibióticos utilizados no tratamento da mastite. Desta forma, objetivou-se caracterizar a ocorrência de Staphylococcus hyicus em amostras de leite mastítico da região Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul e determinar seu perfil de sensibilidade. Foram realizados inicialmente cultura e identificação bacteriana, onde observou-se alta frequência de mastites causadas por bactérias do gênero Staphylococcus, na região noroeste do estado do Rio Grande do Sul, bem como de sua espécie Staphylococcus hyicus, terceira de maior ocorrência dentre as bactérias do gênero Staphylococcus coagulase positiva. Os testes de sensibilidade antimicrobiana foram realizados através da técnica de difusão com discos para 11 antibióticos, verificando-se que os mais eficazes foram a gentamicina com 100% de sensibilidade, seguida da norfloxacina e Sulfazotrim com 91% e enrofloxacina com 90%. Já os menos eficazes foram a eritromicina com 40%, a ampicilina com 45% e a penicilina com 55% de sensibilidade. Conclui-se que se faz necessária a identificação do agente causador da mastite seguido de análise da sensibilidade antimicrobiana in vitro para o tratamento correto de mastites.


Palavras-chave


Bactéria; Antimicrobianos; Sensibilidade; S. hyicus; Microbiologia.

Texto completo:

PDF

Referências


ANDRADE, M.A.; DIAS FILHO, F. C.; MESQUITA, A. J.; ROCHA, P. T. Sensibilidade in vitro de Staphylococcus aureus isolados de amostras de leite de vacas com mastite subclínica. Ciência Animal Brasileira, v.1, n.1, p.53-57, 2000.

BYARUGABA, D.K. A view on antimicrobial resistance in developing countries and responsible risk factors. International Journal Antimicrobial Agents, v.24, p.105- 110, 2004.

CUNHA NETO, A.; SILVA, C.G.M. da; STAMFORD, T.L.M. Staphylococcus Enterotoxigênicos em Alimentos In Natura e Processados no Estado de Pernambuco, Brasil. Ciência e Tecnologia de Alimentos, v. 22, n. 3, p. 263-271, 2002.

DEVRIESE, L.A.; VLAMINCK, K.; NUYTTEN, J.; de KEERSMAECKER, P. Staphylococcus hyicusin skin lesions of horses. Equine Veterinary Journal, v.33, p.263-265, 1983.

FERRASSO, M. M.; GONZALEZ, H. L.; TIMM, C. D. Staphylococcus hyicus. Arquivos do Instituto Biológico, São Paulo, v. 82, p. 1-6, 2015.

FRANCO, B.D.G.M.; LANDGRAF, M. Micro-organismos Patogênicos de Importância em Alimentos. In: FRANCO, B.D.G.M.; LANDGRAF, M. Microbiologia dos Alimentos. São Paulo: Ed. Atheneu, 2003. 182p. Cap. 4.

FREITAS, M. F. L. et al., Perfil de sensibilidade antimicrobiana in vitro de Staphylococcus coagulase positivos isolados de leite de vacas com mastite no agreste do estado de Pernambuco. Arquivos do Instituto Biológico. São Paulo, v.72, n.2, p.171-177, abr./jun., 2005.

GUIMARÃES, F. de F.; NÓBREGA, D.B.; RICHINI-PEREIRA, V.B.; MARSON, P.M.; PANTOJA, J.C. de F.; LANGONI, H. Enterotoxin genes in coagulase-negative and coagulase-positive staphylococci isolated from bovine milk. Journal of Dairy Science, v. 96, n. 5, p. 2866-2872, 2013.

HAZARIKA, R.A.; MAHANTA, P.N.; DUTTA, G.N. Cutaneous infection associated with Staphylococcus hyicus in cattle. Research in Veterinary Science, v.50, p.374-375, 1991.

LANGONI, H.; MENDONÇA, A. O.; DEVELLEY, A. Avaliação do uso da associação da bromexina com gentamicina no tratamento da mastite subclínica bovina. Revista Napgama, n. 1, p. 4-7, 2000.

MARTINS, R. P.; SILVA, J. A. G.; NAKAZATO, L.; DUTRA, V.; FILHO, E. S. A. Prevalência e etiologia infecciosa da mastite bovina na microrregião de Cuiabá, MT. Revista Ciência Animal Brasileira, Goiânia, v. 11, n. 1, p. 181-187, jan/mar, 2010.

MOTTA, A.P.; BIONDO, N.; SATO, J.P.H.; BARCELLOS, D.E.S.N. Epidermite Exsudativa em suínos. A hora veterinária, n. 181, 2011.

PRESTES, D. S.; FILAPPI, A.; CECIM, M. Susceptibilidade à mastite: fatores que a influenciam – uma revisão. Revista da Faculdade de Zootecnia, Veterinária e Agronomia, v. 9, n. 1, p. 48-59, 2003.

RADOSTITS, O. M.; GAY, C. C.; BLOOD, D. C.; HINCHCLIFF, K. W. Clínica veterinária: um tratado de doenças dos bovinos, ovinos, suínos, caprinos e equinos. 9. ed., Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2010.

SILVA, E. B. e TÚLIO, L. M. Índice de mastite subclínica no rebanho leiteiro do município de Nova Prata do Iguaçu/PR. Arquivos Brasileiros de Medicina Veterinária FAG. v. 1, n. 1, p. 97- 104, jan/jun 2018.

SILVA, A. C.; SILVA, F. F.; VANDERLEI BETT, V. A prevalência de mastites em vacas leiteiras do município de Carlinda (MT), no ano de 2016. PUBVET v.11, n.8, p.761-766, Ago, 2017.

SILVA, W. P. et al. Identification of Staphylococcus aureus, S. Intermedius and S. hyicus by PCR amplification of coa and nuc genes. Brazilian Journal of Microbiology, p. 34, v. 1, p. 125-127, 2003.

SMELTZER, M. S. & BEENKEN, K. E. Staphylococcus. In: In: MCVEY, D. S.; KENNEDY, M.; CHENGAPPA, M. M. Microbiologia Veterinária. 3. ed., Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2017, cap. 26, p. 189- 197.

TOZZETTI, D. S.; BATAIER, M. B. N.; ALMEIDA, L. R. Prevenção, controle e tratamento das mastites bovinas – revisão de literatura. Revista Científica Eletrônica de Medicina Veterinária, Ano XI, n. 10, Jan. 2008.

ULSENHEIMER, B. C. et al. Perfil microbiológico do leite bovino analisado no laboratório de microbiologia veterinária da Unijuí. In: Seminário de Iniciação Científica, Anais do Salão do Conhecimento Unijuí, Ijuí, set., 2017.

WAAGE, S.; MORK, T.; ROROS, A.; AASLAND, D.; HUNSHAMAR, A.; ODEGAARD, S.A. Bacteria Associated with Clinical Mastitis in Dairy Heifers. Journal of Dairy Science, v. 82, n.4, p.712-719, 1999.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.