Estudo bibliométrico da produção científica brasileira sobre gestão de resíduos

Rafael de Freitas Taves, Manoela Paiva de Amorim Santos, Alexandre Lioi Nascentes, Armando Borges de Castilhos Junior

Resumo


Este artigo teve por objetivo realizar um estudo bibliométrico sobre a produção científica brasileira na área de gestão de resíduos. Para tanto, foram pesquisados, na base de dados Web of Science, os arquivos publicados no período de 1988 a 2018 sobre este tema. Foram analisados parâmetros bibliométricos como autores, instituições de pesquisa, agências de fomento, revistas científicas, número de publicações, categorias do Web of Science, palavras-chave e nacionalidade dos coautores. A pesquisa retornou 524 publicações, que formaram a amostra analisada neste trabalho. AFONSO JC mostrou-se o autor com o maior número de publicações, 11 no total. A Universidade de São Paulo aparece em primeiro lugar dentre as instituições que mais publicaram e o CNPq a agência de fomento que mais financiou pesquisas sobre este tema. O periódico Journal of Cleaner Production foi o que mais publicou artigos brasileiros sobre gestão de resíduos e o ano de 2017 o que teve o maior número de publicações (99), observando-se clara tendência de crescimento do número de publicações ao longo do tempo. A categoria do Web of Science Ciências Ambientais foi a que mais apresentou publicações sobre este tema e waste-management foi a palavra-chave mais utilizada (125 vezes). Os Estados Unidos foi o país que mais participou das publicações científicas brasileiras na área, com um total de 16 ocorrências.


Palavras-chave


Análise bibliométrica; Gerenciamento de resíduos;Web of Science; VOSviewer.

Texto completo:

PDF

Referências


ARAÚJO, C.A. Bibliometria: evolução histórica e questões atuais. Em Questão, Porto Alegre, v.12, n.1, p.11-32, 2006. Disponível em http://seer.ufrgs.br/EmQuestao/article/view/16/5

CAFE, L.G.M.A.; BRÄSCHER, M. Organização da informação e bibliometria. Revista Eletrônica de Biblioteconomia e Ciência da Informação, v.13, p.54-75, 2008. Disponível em http://www.brapci.inf.br/v/a/5001

GUEDES, V.L.S. A bibliometria e a gestão da informação e do conhecimento científico e tecnológico: uma revisão da literatura. Ponto de Acesso, Salvador, V.6, n.2, p.74-109, 2012. Disponível em https://portalseer.ufba.br/index.php/revistaici/article/view/5695/4591

HO, Y-S. Classic articles on social work field in Social Science Citation Index: a bibliometric analysis. Scientometrics, v.98, p.137-155, 2014. Disponível em https://doi.org/10.1007/s11192-013-1014-8

LIMA, R.C.M. Bibliometria: análise quantitativa da literatura como instrumento de administração em sistemas de informação. Ciência da Informação, v.15, n.2, p. 127-133, 1986. Disponível emhttp://revista.ibict.br/ciinf/article/view/233

LIMA, J.D. Gestão de resíduos sólidos urbanos no Brasil. João Pessoa, PB: ABES, 267 p., 2001.

MACHADO, P.A.L. Princípios da Política Nacional de Resíduos Sólidos. In: PHILIPPI JR., A. (Ed.). Política Nacional, Gestão e Gerenciamento de Resíduos Sólidos. São Paulo: Manole, Cap. 2, p.39-56, 2012.

MARSHALL, R.E.; FARAHBAKHSH, K. Systems approaches to integrated solid waste management in developing countries. Waste Management, v.33, n.4, p.988-1003, 2013. Disponível em https://doi.org/10.1016/j.wasman.2012.12.023

MESDAGHINIA, A., MAHVI, A.H., NASSERI, S. NODEHI R.N., HADI, M. A bibliometric analysis on the solid waste-related research from 1982 to 2013 in Iran. International Journal of Recycling of Organic Waste in Agriculture. v.4, p.185-195, 2015. Disponível em https://doi.org/10.1007/s40093-015-0098-y

RIBEIRO, H.C.M.; CORRÊA, R. Análise da produção científica da temática gestão socioambiental na perspectiva da revista RGSA. Revista de Gestão Social e Ambiental v.7, n.2, p.86-104, 2013. Disponível em: https://rgsa.emnuvens.com.br/rgsa/article/view/652/pdf_48

SCHALCH, V. Estratégias para a gestão e o gerenciamento de resíduos sólidos. Tese (Livre-Docência) Escola de Engenharia de São Carlos, Universidade de São Paulo, São Carlos, 2002.

SEHNEM, S.; OLIVEIRA, M.A.S; FERREIRA, E.; ROSSETO, A.M. Gestão e estratégia ambiental: um estudo bibliométrico sobre o interesse do tema nos periódicos acadêmicos brasileiros. Revista Eletrônica de Administração, Porto Alegre, v.72, n.2, p.468-493, 2012. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/read/v18n2/a07v18n2

SOUZA, M.P. Instrumentos de gestão ambiental: fundamentos e prática. Ed. Riani Costa: São Carlos, SP, 108p., 2000.

TAN, J., FU, H-Z., HO, Y-S. A bibliometric analysis of research on proteomics in science citation index expanded. Scientometrics, v.98, p.1473-1490, 2014. Disponível em https://doi.org/10.1007/s11192-013-1125-2

TEIXEIRA, L.M.S.; RIBEIRO, M.S.. Estudo bibliométrico sobre as características da contabilidade ambiental em periódicos nacionais e internacionais. Revista de Gestão Social e Ambiental, São Paulo, v.8, n.1, p.20-36, 2014. Disponível em: https://rgsa.emnuvens.com.br/rgsa/article/view/810/pdf_73

WU, H.; ZHANG, J.; NGO, H.H.; GUO, W.; HU, Z.; LIANG, S.; FAN, J.; LIU H. A review on the sustainability of constructed wetlands for wastewater treatment: Design and operation. Bioresource Technology, v.175, p.594-601, 2014. Disponível em https://doi.org/10.1016/j.biortech.2014.10.068


Apontamentos

  • Não há apontamentos.