Efeito dos metais pesados cobre e cromo no solo: germinação e desenvolvimento inicial de Myracroduon urundeuva / Effectof heavy metals copper and chromiumon soil: germination and initial development of Myracroduon urundeuva

Daniela Aparecida Freitas, Izabelle de Paula Sousa, Marcony Neres Coutinho, Anarelly Costa Alvarenga

Resumo


A disposição inadequada de resíduos urbanos e industriais, assim como o uso de agroquímicos tem contribuído para a contaminação de solos por metais pesados. O presente trabalho teve como objetivo avaliar a toxicidade de solo contaminado com diferentes doses de cobre (Cu) e cromo (Cr) e sua influência sobre a germinação e desenvolvimento inicial da espécie arbórea Myracroduonurundeuva.O experimento foi realizado em casa de vegetação em delineamento inteiramente casualizado, com 5 tratamentos e 8 repetições, para o contaminante Cu e Cr, perfazendo 40 unidades experimentais de cada. O solo foi contaminado e logo após transferido para as unidades experimentais. Procedeu-se o plantio de 3 sementes por unidade experimental.As diferentes dosagens de Cu não influenciaram a taxa de germinação e desenvolvimento inicial de Myracroduonurundeuva. Observou-se um alto potencial de fitoacumulação de Cu nas raízes e na parte aérea das plantas desenvolvidas em solos com 200 e 400 mg kg-1de Cu. As diferentes doses de Cr não afetaram o processo germinativo das sementes de Myracroduonurundeuva. Houve um acréscimo no acúmulo de Cr nas raízes das plantas desenvolvidas em solos com doses de 100 e 150 mg kg-1. Na maior dose do contaminante (300 mg kg-1), ocorreu uma maior translocação para parte aérea, afetando o desenvolvimento inicial da espécie em consequência da fitotoxidez por Cr. São necessários mais estudos que comprovem os efeitos dos contaminantes Cu e Cr, levando em consideração os diferentes solos e outras fases fenológicasda espécie.


Palavras-chave


Toxicidade de solos, contaminantes, espécie tolerante.

Texto completo:

PDF

Referências


ANDREAZZA, R.; OKEKE, B. C.; LAMBAIS, M. R.; BORTOLON, L.; MELO, G. W. B.; CAMARGO, F. A. O. Bacterialstimulationofcopperphytoaccumulationbybioaugmentationwithrhizospherebacteria. Chemosphere, v. 81, n. 1, p. 1149-1154, 2010. .

BARBOSA, R. M. T.; ALMEIDA, A. A. F.; MIELKE, M. S.; LOGUERCIO, L. L.; MANGABEIRA, P. A. O.; GOMES, F. P. A physiologicalanalysisofGenipa americana L.: A potentialphytoremediatortree for chromiumpollutedwatersheds. Environmental and Experimental Botany, v. 61, n. 3, p. 264-271, 2007.

CASPI, V.; DROPPA, M.; HORVATH, G.; MALKIN, S.; MARDER, J. B.; RASKIN, V. I. The effectofcopperonchlorophyllorganizationduringgreeningofbarleyleaves. PhotosynthesisResearch, v. 62, n. 2, p. 165 -174, 1999.

COSTA, C. N.; MEURER, E. J.; BISSANI, C. A.; SELBACH, P. A. Contaminantes e poluentes do solo e do ambiente. In: Fundamentos de química do solo. 3ed. Porto Alegre: Evangraf, p. 213 – 250, 2006.

CONAMA - Conselho Nacional do Meio Ambiente. Resolução n.420, de 28 de dezembro de 2009. Disponível em:

i=620>. Acesso em: 27 abr. 2019.

EMPRAPA - Sistema Brasileiro de classificação de Solos. Rio de Janeiro, RJ. 2 ed, 206p, 2006. Disponível em:

classificacao-dos-solos2006.pdf>. Acesso em: 10 jun. 2019.

EPA - Environmental ProtectionAgency. Microwaveassistedaciddigestionofsediments, sludges, soils, andoils. Method 3051, 1994.

GRATÃO, P. L.; PRASAD, M. N. V.; CARDOSO, P. F.; LEA, P. J.; AZEVEDO, R. A. Phytoremediation: greentechnology for the clean upoftoxicmetals in theenvironment. BrazilianJournalofPlantPhysiology, v. 17, n. 1, 2005.

GOMES, M. P.; DUARTE, D. M.; CARNEIRO, M. M. L. C.; BARRETO, L. C.; CARVALHO, M.; SOARES, A. M.; GUILHERME, L. R. G.; GARCIA, Q. S. Zinctolerancemodulation in Myracrodruonurundeuvaplants. PlantPhysiologyandBiochemistry, v. 67, p.1–6, 2013.

KABATA-PENDIAS, A.; PENDIAS, H. Trace elements in soilsandplants. Florida: CRC Press, p.315, 1985.

LI, J. H.; SUN, X. F.; YAO, Z. T.; ZHAO, X. Y. Remediationof 1,2,3-trichlorobenzene contaminatedsoilusing a combinedthermaldesorption–moltensaltoxidationreactor system. Chemosphere, v. 97, p. 125–129, 2014.

NASCIMENTO, C. W. A.; XING, B. Phytoextraction: a reviewonenhanced metal availabilityandplantaccumulation. ScientiaAgricola, v. 63, n. 3, 2006.

PERALTA, J. R.; GARDEA-TORRESDEY, J. L.; TIEMANN, K. J.; GOMEZ, E.; ARTEAGA, S.; RASCON, E.; PARSONS, J. G. Uptakeandeffectsoffive heavy metalsonseedgerminationandplantgrowth in alfalfa (Medicago sativa) L. B Environ Contam Toxicol, v. 66, n. 6, p. 727–734, 2001.

PULFORD, I. D; WATSON, C. Phytoremediationof heavy metal-contaminatedlandbytrees a review. EnvironmentInternational, v. 29, n.4, p. 529– 540, 2003.

QIAN, M.; LI, X.; SHEN, Z. Adaptativecoppertolerance in Elsholtziahaichowensisinvolvestheproductionof Cu-inducedthiolpeptides. PlantGrowthRegulation, v. 47, p. 65- 73, 2005.

<10.1007/s10725-005-1535-0>

SHANKER, A. K.; CERVANTES, C.; LOZA-TAVERA, H.; AVUDAINAYAGAM, S. Chromiumtoxicity in plants. EnvironmentInternational, v. 31, n. 5, p.739–753, 2005.

TAVARES, S. R. L.; OLIVEIRA, S. A.; SALGADO, C. M. Avaliação de espécies vegetais na fitorremediação de solos contaminados por metais pesados. Holos, v. 5, 2013.

WELDEMARIAM, M. M.; KAHSAY, A. W. Heavy Methol (PB, Cd, Zn, Cu, Cr and Fe) Content in AlmedaTextileIndustryslaygeNorthernTigraiEthiopia. InternationalJournalofScientificandResearchPublications, v. 4, n.1, p. 1-3, 2014.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.