Uma revisão de quitosana: polímero que melhora a eficiência do rebanho e a sustentabilidade do sistema de produção / A chitosan review: polymer that improves efficiency of the cattle and production system sustainability

Girlene Cordeiro de Lima Santos, Juliana Silva de Oliveira, Severino Gonzaga Neto, Ana Maria Cabral Duarte

Resumo


A quitosana é um polímero natural resultante da quitina usado como aditivo de modulação da fermentação do rúmen, que melhora a eficiência produtiva do rebanho, podendo ser utilizada como alternativa aos ionóforos. Nesta revisão, a importância da quitosana na atividade pecuária é destacada com ênfase na alimentação de animais ruminantes e de não ruminantes. A quitosana é a segunda substância orgânica mais abundante na natureza. É derivada do processo de desacetilação da quitina, principal componente do exoesqueleto de crustáceos, algas, insetos e parede celular de bactérias e fungos. Na alimentação de ruminates a quitosana é usada com função antimicrobiana e modulador ruminal, desviando o metabolismo do animal para rotas energeticamente mais eficientes, contribuindo na redução de CH4 e induzindo a produção de proprianato. Na biohidrogenação in vitro aumenta a proporção de ácidos graxos, embora dependa da fonte de gordura. Em não ruminates a quitosana é usada em substituição aos antibióticos como melhora na função intestinal. Logo, a quitosana promove o aumento da eficiência alimentar do rebanho.


Palavras-chave


aditivo, alimentação animal, antibiótico, pecuária, quitina.

Texto completo:

PDF

Referências


ANDRADE, S. M. B; LADCHUMANANANDASIVAM, R.; NASCIMENTO, R. M. Extração e caracterização de quitina e quitosana e a sua Utilização na fabricação de nanofibras. In: Congresso Nacional de Engenharia Mecânica,10, Campina Grande, PB. Anais..., Campina Grande, PB, 2010.

ARAÚJO A. P. C. de. Efeito de diferentes concentrações de quitosana na dieta de novilhos nelore. 2011. 90 f. Dissertação (Pós-graduação em Nutrição e Produção Animal) -Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia. Universidade de São Paulo. Pirassununga, 2011.

https://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10135/tde-22082012-183813/pt-br.php

ARRIGONI, M. et al. Níveis elevados de concentrado na dieta de bovinos em confinamento. Veterinária e Zootecnia, v. 20, n. 4, p. 539-551, 2013.

CAMPANA FILHO, S. P. et al. extração, estruturas e propriedades de α- e β-quitina. Química Nova, v. 30, n. 3, p. 644–650, 2007.

https://pdfs.semanticscholar.org/1f44/83a6850a9acc435842ad41618d3a3f39bebb.pdf

COSTA, B. H. L.; PEREIRA, D. C; ALVES, J. L. R. Quitosana e seu uso na nutrição de bovinos. In: Simpósio em Produção Sustentável e Saúde Animal, 2, Umuarama, PR. Anais..., Umuarama, PR, 2017.

CUÉLLAR, M. A. B. Quitina-Quitosana: Los polimérosdel futuro. M. Ed. (1st ed.). Santiago de Cali: Servicio Nacional de Aprendizaje - SENA, 2002.

DEL VALLE, T. A. et al. Dietary chitosan improves nitrogen use and feed conversion in diets for mid-lactation dairy cows. Livestock Science, v. 201, p. 22–29, 2017.

https://doi.org/10.1016/j.livsci.2017.04.003

DORIANE, Y. M. D. et al. Chelating effect of silver nitrate by chitosan on its toxicity and growth performance in broiler chickens. Journal of Advanced Veterinary and Animal Research, v. 4, n. 2, p. 187–193, 2017.

https://doi.org/10.5455/javar.2017.d210

GANDRA, J. R. et al. Nutrient digestion, microbial protein synthesis, and blood metabolites of Jersey heifers fed chitosan and whole raw soybeans. Revista Brasileira de Zootecnia, v. 45, n. 3, p. 130–137, 2016.

http://dx.doi.org/10.1590/S1806-92902016000300007

GOIRI, I. et al. Ruminal biohydrogenation of unsaturated fatty acids in vitro as affected by chitosan. Animal Feed Science and Technology, v. 159, n. 1-2, p. 35-40, 2010.

https://doi.org/10.1016/j.anifeedsci.2010.05.007

GOIRI, I.; GARCIA-RODRIGUEZ, A.; OREGUI, L. M. Effect of chitosan on mixed ruminal microorganism fermentation using the rumen simulation technique (Rusitec). Animal Feed Science and Technology, v. 152, n. 1–2, p. 92–102, 2009.

https://doi.org/10.1016/j.anifeedsci.2009.04.005

GOIRI, I.; OREGUI, L. M.; GARCIA-RODRIGUEZ, A. Use of chitosans to modulate ruminal fermentation of a 50: 50 forage-to-concentrate diet in sheep. Journal of animal science, v. 88, n. 2, p. 749-755, 2010.

https://doi.org/10.2527/jas.2009-2377

GOIRI, I.; OREGUI, L. M.; GARCIA-RODRIGUEZ, A. Dose–response effects of chitosans on in vitro rumen digestion and fermentation of mixtures differing in forage-to-concentrate ratios. Animal Feed Science and Technology, v. 151, p. 215-227, 2009.

https://doi.org/10.1016/j.anifeedsci.2009.01.016

GONÇALVES NETO, J.; SANTOS, M. dos. Uso da própolis na nutrição de ruminantes. Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia, v. 4, n. 5, Art. 740, 2010.

http://dx.doi.org/10.30969/acsa.v5i1.44

GRIGOL, N. S. et al. Bovinocultura de corte e SAN: percepção de sustentabilidade de agentes da cadeia. Segurança Alimentar e Nutricional, v. 26, n. 65, p. 1–11, 2019.

https://doi.org/10.20396/san.v26i0.8653853

HENRY, D. D. et al. Effects of chitosan on nutrient digestibility, methane emissions, and in vitro fermentation in beef cattle. Journal of animal science, v. 93, n. 7, p. 3539–3550, 2015.

https://doi.org/10.2527/jas.2014-8844

HU, S. et al. Effects of low-molecular-weight chitosan on the growth performance, intestinal morphology, barrier function, cytokine expression and antioxidant system of weaned piglets. BMC Veterinary Research, v. 14, n. 1, p. 1–7, 2018.

https://doi.org/10.1186/s12917-018-1543-8

KIRWAN, S. et al. Effects of chitosan source, molecular weight and supplementation level on in vitro (RUSITEC) ammonia and methane production. Journal of Animal Science, v. 96, p. 424–424, 2018.

https://doi.org/10.1093/jas/sky404.929

LEBLEBICIER, Ö. D. Y.; AYDOĞAN, İ. The effects of mannan oligosaccharide and chitosan oligosaccharide on performance and blood parameters of broilers. Journal of Poultry Research, v. 15, n. 1, p. 18–22, 2018.

http://www.turkishpoultryscience.com/tr/download/article-file/512235

LORENA, O. F. et al. Quitosana: da química básica à bioengenharia. Química e Sociedade. Química Nova na Escola, v. 39, n. 4, p. 312-320, 2017.

http://qnesc.sbq.org.br/online/qnesc39_4/03-QS-45-16.pdf

MATSUI, M. Correlações entre estrutura química, super-estrutura macromolecular e morfologia das blendas e redes poliméricas à base de quitina e poliuretano. 2016. 119f. Tese (Doutorado em Engenharia) - Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2007.

https://acervodigital.ufpr.br/handle/1884/16198

MOURÃO, R. de C. et al. Aditivos alimentares para vacas leiteiras. Nutritime, v. 9, n. 5, p. 2011–2040, 2012.

https://www.nutritime.com.br/arquivos_internos/artigos/Nutritime%20-%20artigo%20179_.pdf

MUXIKA, A. et al. Chitosan as a bioactive polymer: Processing, properties and applications. International Journal of Biological Macromolecules, v. 105, p. 1358–1368, 2017.

https://doi.org/10.1016/j.ijbiomac.2017.07.087

NOGUEIRA, V. A.; FRANÇA, T. N.; PEIXOTO, P. V. Intoxicação por antibióticos ionóforos em animais. Pesquisa Veterinaria Brasileira, v. 29, n. 3, p. 191–197, 2009.

http://dx.doi.org/10.1590/S0100-736X2009000300001

OLIVEIRA, O. A. M. et al. Utilização de aditivos modificadores da fermentação ruminal em bovinos de corte. Revista em Agronegócio e Meio Ambiente, v. 12, n. 1, p. 287-311, 2019.

https://doi.org/10.17765/2176-9168.2019v12n1p287-311

PAIVA, P. G de. et al. Effects of chitosan on ruminal fermentation, nutrient digestibility, and milk yield and composition of dairy cows. Animal Production Science, v. 57, n. 2, p. 301–307, 2016.

https://www.publish.csiro.au/AN/AN15329

PAIVA, W. de S.; SOUZA NETO, F. E. de; LIMA BATISTA, A. C. de L. Avaliação da atividade antibacteriana da quitosana fúngica. Ciências Biológicas e da Saúde. PerspectivasOnline, v. 13, n. 4, p. 37-43, 2014.

https://doi.org/10.25242/88684132014495

PEREIRA, F. M. Uso de quitosana em dietas para cordeiros confinados. 2017. Tese (Doutorado em zootecnia) - Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, Itapetinga, 2017.

https://pesquisa.bvsalud.org/bvs-vet/resource/pt/vtt-207157

PEREIRA, M. U. et al. Ocorrência de resíduos de ionóforos poliéteres em leite UHT comercializado na região metropolitana do Rio de Janeiro. Vigilância Sanitária em Debate: Sociedade, Ciência & Tecnologia, v. 3, n. 3, p. 70–77, 2015.

https://doi.org/10.3395/2317-269x.00279

RABEA, E. I. et al. Chitosan as antimicrobial agent: applications and mode of action. Biomacromolecules, v. 4, n. 6, p. 1457-1465, 2003.

https://doi.org/10.1021/bm034130m

RENNÓ, F. P. et al. Utilização de quitosana na alimentação de ruminantes. In: SANTOS, M. V. et al. (Org.). Novos desafios da pesquisa em nutrição e produção animal. Pirassununga: 5D, 2011. p. 117–137.

http://www.producao.usp.br/handle/BDPI/44347

SANTANA NETO, J. A. et al. Características da fermentação ruminal de ovinas em pastejo-revisão de literatura. Revista Científica Eletrônica de Medicina Veterinária, v. 10, p. 1-21, 2012.

http://faef.revista.inf.br/imagens_arquivos/arquivos_destaque/Ij2kLOwaV7Mnbmi_2013-6-24-15-9-27.pdf

SANTOS, M. V. dos. Microbiota ruminal de novilhos mantidos a pasto, suplementados com quitosana e digestibilidade in vitro de diferentes dietas para ruminantes. 2018. 51 f. Dissertação (Pós-Graduação em Zootecnia) - Universidade Federal da Grande Dourados, Dourados, MS, 2018.

http://repositorio.ufgd.edu.br/jspui/bitstream/prefix/1042/1/MarianaViegasdosSantos.pdf

SOUZA, N. G. D. de; BRANDÃO, H. de M.; OLIVEIRA, L. F. C de. Análise térmica da degradação de quitosana utilizada em rúmen bovino. Sociedade Brasileira de Química. In: Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Química, 34, Florianópolis, SC. Anais... Florianópolis, SC, 2011.

STRADIOTTI JÚNIOR, D. et al. Ação do extrato de própolis sobre a fermentação in vitro de diferentes alimentos pela técnica de produção de gases. Revista Brasileira de Zootecnia, v. 33, n. 4, p. 1093–1099, 2004.

http://dx.doi.org/10.1590/S1516-35982004000400030

TANTALA, J.; THUMANU, K.; RACHTANAPUN, C. An assessment of antibacterial mode of action of chitosan on Listeria innocua cells using real-time HATR-FTIR spectroscopy. International Journal of Biological Macromolecules, 2019.

https://doi.org/10.1016/j.ijbiomac.2019.05.032

VENDRAMINI, T. H. A. et al. Effects of a blend of essential oils, chitosan or monensin on nutrient intake and digestibility of lactating dairy cows. Animal Feed Science and Technology, v. 214, p. 12-21, 2016.

https://doi.org/10.1016/j.anifeedsci.2016.01.015

VERLEE, A.; MINCKE, S.; STEVENS, C. V. Recent developments in antibacterial and antifungal chitosan and its derivatives. Carbohydrate Polymers, v.164, p. 268-283, 2017.

https://doi.org/10.1016/j.carbpol.2017.02.001

XIAO, D. et al. Effects of chitosan on intestinal inflammation in weaned pigs challenged by enterotoxigenic Escherichia coli. PLoS ONE, v. 9, n. 8, 2017.

https://doi.org/10.1371/journal.pone.0104192

XU, Y. Q. et al. Effects of chitosan addition on growth performance, diarrhoea, anti-oxidative function and serum immune parameters of weaned piglets. South African Journal of Animal Science, v. 48, n. 1, p. 142, 2018.

http://dx.doi.org/10.4314/sajas.v48i1.16

ZHANG, J. et al. Effect of chitosan on greenhouse gas emission by artificial rumen of dairy cows. Acta EcologiaeAnimalisDomastici, v. 2, p. 2011–2012, 2014.

https://doi.org/10.1093/femsec/fiv160


Apontamentos

  • Não há apontamentos.