O conceito Lean Green utilizado na elaboração do Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos em um projeto de construção civil / The Lean Green concept used in the elaboration of the Solid Waste Management Plan in a civil construction project

Felipe da Silva Rocha, Igor Farah Bersot, Uilson Alves Da Silva, Mateus Carvalho Amaral, Flávio Silva Machado

Resumo


No atual cenário de elevada competitividade é fundamental que as organizações otimizem seus processos produtivos levando em conta a sustentabilidade. O Lean Green, que é a fusão entre o pensamento enxuto e sustentabilidade, se mostra como alternativa para alavancar a posição competitiva de tais organizações. Em 2010 foi criada no Brasil a Lei que dispõe sobre a Política Nacional de Resíduos Sólidos, impondo medidas ambientais a serem adotadas pela sociedade, Estado e as empresas. No que se refere às empresas de construção civil, a legislação determina que seja criado um plano de gerenciamento de resíduos sólidos, contendo a caracterização, triagem, acondicionamento, transporte e destinação final dos resíduos que serão gerados no empreendimento. Com este trabalho foi possível criar o plano de gerenciamento de resíduos sólidos de empreendimento de construção civil aplicando a filosofia Lean Green no planejamento das atividades do projeto.


Palavras-chave


Lean Green, Gestão de projetos, 5S, Gerenciamento de resíduos, Política Nacional de Resíduos Sólidos.

Texto completo:

PDF

Referências


ARAÚJO, S. M. V. G.; JUARAS, I. A. G. M. Comentário à Lei dos Resíduos Sólidos: Lei N° 12.305, de 2 de agosto de 2010 (e seu regulamento). São Paulo: Ed. Pillares, 2011. 255 p.

BARRETO, Ismeralda Maria Castelo Branco do Nascimento. Gestão de resíduos da construção civil. Aracaju: Senai, 2005. 28 p.

BRASIL. Lei n° 12.305, de 2 de agosto de 2010. Institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos; altera a Lei no 9.605, de 12 de fevereiro de 1998; e dá outras providências. Diário oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, n. 147, p. 3 – 7, 3 de agosto de 2010. Seção 1.

BRASIL. Resolução do CONAMA n° 307, de 5 de julho de 2002. Estabelece diretrizes, critérios e procedimentos para a gestão dos resíduos da construção civil. Diário oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, n. 136, p. 95 – 96, 17 de julho de 2002. Seção 1.

BRITO, M. de F. P; ROTTA, C. S. G. Implantação do Programa 5S num hospital geral privado do interior do Estado de São Paulo como ferramenta para a melhoria da qualidade. RAS, São Paulo, v. 3, n. 11, p. 9-13, 2001.

CABRAL, A. E. B.; MOREIRA, K. M. de V. Manual sobre os resíduos sólidos da construção civil. Fortaleza: SindusCon-CE, 2011. 44 p.

CAMPOS, R; OLIVEIRA, L. C. Q.; SILVESTRE, B. dos S; FERREIRA, A. da S. A Ferramenta 5S e suas Implicações na Gestão da Qualidade Total. In: SIMPEP, 2005, Bauru. v. 1. p. 1-10.

GAEDE, L. P. F. Gestão dos resíduos da construção civil no município de Vitória – ES e normas existentes. Monografia (Especialização em Construção Civil) – Belo Horizonte – MG, Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG, 74 p., 2008. Disponível em: . Acesso em: 19 maio 2018.

HIROTA, E. H.; FORMOSO, C. O processo de aprendizagem na transferência dos conceitos e princípios da produção enxuta para a construção. Encontro Nacional da Tecnologia do Ambiente Construído. 8 ed. Salvador, 2000.

JUNIOR, A. L.; FILHO, J. R. de F. O conceito Lean Green de construção: proposta de integração dos modelos Lean Construction e Green Building, aplicado à indústria da construção civil, subsetor edificações. Encontro Nacional de Engenharia de Produção. 24 ed. Florianópolis, 2004.

KOSKELA, L. Application of the new production philosophy to construction. Stanford, CA: EUA, Center for Integrated Facility Engineering - CIFE, Stanford University (Technical Report No 72). 1992.

LIMA, R. S; LIMA, R. R. R. Guia para elaboração de projeto de gerenciamento de resíduos da construção civil. Paraná: Publicações temáticas do CREA-PR, 2009. 60 p.

LORENZON, I. A.; MARTINS, R. A. Discussão sobre a medição de desempenho na lean construction. In: Simpósio de Engenharia de Produção, 13., 2006, Bauru. Anais... São Carlos: UFSCAR, 2006. p. 1-10.

MARIANO, L. S. Gerenciamento de resíduos da construção civil com reaproveitamento estrutural: estudo de caso de uma obra com 4.000m². Curitiba, 2008. 108f. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Recursos Hídricos e Ambiental) – Departamento de hidráulica e saneamento, Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2008.

PINTO, Tarcísio de Paulo. Gestão ambiental de resíduos da construção civil: A experiência da SindusCon-SP. São Paulo: SindusCon-SP, 2005. 48 p.

PMBOK. Um guia do conhecimento em gerenciamento de projetos. 4 ed. Pennsylvania: Project Managent Institute. 2008, 337 p.

SEBRAE. Sustentabilidade. Cuiabá: Sebrae, 2012. 24 p.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.