Cultivo de Manjericão sob diferentes concentrações de alumínio / Basil growth under different aluminum concentrations

Lavine Silva Matos, Rogério Maurício Oliveira, Anacleto Ranulfo dos Santos

Resumo


Objetivou-se avaliar o crescimento e rendimento de fitomassa do manjericão submetido a doses de alumínio em solução nutritiva. O estudo foi realizado em casa de vegetação no Campus da UFRB, no município de Cruz das Almas-BA. As plantas foram cultivadas entre os meses de dezembro de 2014 a fevereiro de 2015, e os tratamentos foram constituídos de cinco doses de alumínio (0; 13,5; 27; 54 e 108 mg Al+3 L-1).  O delineamento experimental utilizado foi inteiramente casualizado (DIC), com quatro repetições. Aos 45 dias foram coletados dados de crescimento. Os resultados obtidos mostraram que as variáveis analisadas sofreram influencia das doses de alumínio utilizadas no experimento.

 

 


Palavras-chave


Al+3, Ocimum basilicum L., toxidez.

Texto completo:

PDF

Referências


AQUINO, E. L.; SANTOS, A. R. DOS.; SOUZA, G.S. DE.;SILVA, P. C. C. Plantas de amendoim (Arachis hypogeae l.) submetidas à diferentes doses de alumínio em solução nutritiva. Enciclopédia biosfera, Centro Científico Conhecer - Goiânia, v.9, n.16; p.1698, 2013.

BENINCASA, M. M. P. Análise de crescimento de plantas. Jaboticabal: FUNEP, 1988. 42p.

BLANK, A.F. et al. Maria Bonita: cultivar de manjericão tipo linalol. Pesq Agrop Bras 42: 1811 – 1813, 2007.

CAMBRAIA, J.; SILVA, M.A.; CANO, M.A.O. & SANT’ANNA, R. Método simples para a avaliação de cultivares de sorgo quanto a tolerância ao alumínio. R. Bras. Fisiol. Veg., 3:87- 95, 1991.

CAMARGO, O.A. & FURLANI, P.R. Alumínio no solo: concentração, especiação e efeito no desenvolvimento radicular. In: SIMPÓSIO AVANÇADO DE SOLOS E NUTRIÇÃO DE PLANTAS, 2., Piracicaba, 1989. Anais. Campinas, Fundação Cargill, 1989. p.45-69.

HOAGLAND, D.R.; ARNON, D. I. The water culture method for growing plants without soils. Berkeley: California Agricultural Experimental Station, 347p., 1950.

MARSCHNER, H. Mineral nutrition of higher plants. London, Academic Press, 1995. 889p.

MENDONÇA, R. J. de. CAMBRAIA, J.; OLIVA, M. A.; OLIVEIRA, J. A. Capacidade de cultivares de arroz de modificar o pH de soluções nutritivas na presença de

alumínio. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v.40, n.5, p.447-452, 2005.

MINAMI et al. A cultura do manjericão. Série produtor rural – n0 36. Piraciicaba, 2007.

PEIXOTO, C. P. Análise de crescimento e rendimento de três cultivares de soja (Glicyne max (L) Merrill) em três épocas de semeadura e três densidades de plantas. Tese apresentada à Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” Universidade de São Paulo, Piracicaba, para obtenção do título de Doutor em Fitotecnia.1998, 151 p.

TEIXEIRA, J.P.F. et al. Essential oil contents in two cultivars of basil cultivated on NFT-hydroponics. In: Proceedings of the First Latin-American Symposium on the Production of Medicinal, Aromatic and Condiments Plants, Acta Horticulturae, v.569, p. 203-208, 2002.

SILVA, J.B.C. da; NOVAIS, R.F. de; SEDIYAMA, C.S. Comportamento de genótipos de soja em solo com alta saturação de alumínio. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, DF, v.19, n.3, p.287-298, 1984.

FERREIRA, D. F.; SISVAR: um programa para análises e ensino de estatística. Revista Symposium, Lavras-MG, v. 6, p. 36-41, 2008.

SANTOS, C. A. C. dos; ALMEIDA, J. de; SANTOS, A. R. dos; VIEIRA, E. L.; PEIXOTO C. P.; Rúcula em Cultivo Hidropônico Submetida a Diferentes Concentrações de Alumínio. Bioscience Journal, Uberlândia, v. 26, n. 6, p. 905-912, 2010.

CRUZ, F. J. R.; COSTA, R. C. da.; BARRETO, A. G. T.; NETO, C. F. de O.; CAMARGO, P. M. P.; Mecanismos bioquímicos e fisiológicos da toxidez de alumínio (al3+) em plantas sorgo [Sorghum bicolor (L.) Moench]. In: VI Seminário de Iniciação Cientifica/UFRA e XII Seminário de Iniciação Científica da EMBRAPA/Amazônia Oriental Anais... Belém-Pará, 2008.

BEUTLER, A. N.; FERNANDES, L. A.; FAQUIN, V. Efeito do alumínio sobre o crescimento de duas espécies florestais. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa, v. 25, p. 923-928, 2001.

TAIZ, L.; ZEIGER, E. Fisiologia vegetal. Porto Alegre: Artmed, 2004. p.449-484.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.