Caracterização qualitativa do fitoplâncton em dois pontos do Igarapé Goiabarana no município de Capitão Poço, Pará / Qualitative characterization of phytoplankton in two points of Igarapé Goiabarana in the city of Capitão Poço, Pará

Dalcirlei Pinheiro Albuquerque, Paula Nepomuceno Campos, Iolly Bárbara dos Santos Mesquita, Antonio Maricélio Borges de Souza, Luã Souza de Oliveira, Lorena de Nazaré Costa, Emile Lourrana Cordeiro Paz, Arley Andesom Soares de Oliveira, Maria Lidiane da Silva Medeiros, Simonely Leite Pinto, Dalila Lima Braz, Suellem da Silva Sousa, Francisco Carlos Rossetti Junior

Resumo


As algas são importantes organismos fotossintéticos encontrados em diversos ambientes aquáticos, estando associado a qualidade de água onde vivem. Com o objetivo de caracterizar a comunidade fitoplanctônica e utilizá-la como indicador da qualidade ambiental, foram feitos dois pontos de coleta no Igarapé Goiabarana, no município de Capitão Poço-PA. Após análise e identificação em laboratório, foi observado que dois gêneros característicos de ambientes eutrofizados (Oscilatoria e Phacus) foram encontrados apenas no ponto que mais sofre com ocupação humana, permitindo inferir que este sofre mais com o processo de degradação ambiental.

 

 


Palavras-chave


Algas, bioindicadores, eutrofização.

Texto completo:

PDF

Referências


BICUDO, C. E. M.; UNGARETTI, I. Desmídias (Zignemaphyceae) da lagoa-represa da Águas Belas, Rio Grande do Sul, Brasil. Revista Brasileira de Biologia, v. 46, n. 2, p. 285-307, 1986.

BLINI, R. C. B. Eficiência dos bioindicadores para avaliação na qualidade das águas superficiais da Lagoa Maior urbana de Três Lagoas/MS. 2015. 102 f. Dissertação (Mestrado em Geografia) – Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Três Lagoas – MS, 2015.

BRANCO, L. H. Z.; PEREIRA, J. L. Evaluation of seasonal dynamics and bioindication potential of macroalgal communities in polluted tropical stream. Archiv für Hydrobiologie. 155: 147- 161. 2002.

BROOKE, D. et al. Algas e seus impactos em sistemas de tratamento de águas para abastecimento: estudo de caso Sistema Guarapiranga. São Paulo: Departamento de Engenharia Hidráulica e Sanitária, Universidade de São Paulo, 2008.

SILVA, S. M. A.; TORRES, A.H. Lista das Euglenophyta registradas em ambientes de águas continentais e costeiras do Estado do Rio Grande do Sul, Brasil. Iheringia. Série Botânica, v. 55, p. 171-188, 2001.

LARA, M. R. Composição e Variação Sazonal da Comunidade de Algas Fitoplanctônicas na Lagoa do Ferraz localizada em Sorocaba (SP). Revista Eletrônica de Biologia (REB). v. 3, n. 3, p. 39-52, 2010.

PACHECO, N. A.; BASTOS, T. X. Caracterização climática do município de Capitão Poço-PA. Embrapa Amazônia Oriental-Documentos (INFOTECA-E), 18p, 2001

ROSINI, Edna Ferreira. Levantamento de algas de quatro Açudes da Unidade de Pesquisa e Desenvolvimento de Andradina. Revista Brasileira de Biociências, v. 5, n. S2, p. 735-73, 2007.

SANTOS, L. G. O fitoplâncton como discriminador ambiental dos reservatórios do Sistema Cantareira (SP). 2016. 128 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Ambientais) – Instituto de Ciência e Tecnologia, Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho", Sorocaba – SP, 2016.

SPERLING, M. V. Princípios do tratamento biológico de águas residuárias: Lagoas de Estabilização. Editora UFMG, 3ª edição, Belo Horizonte, 2002.

WEHR, J. D.; SHEAT, R. G. Freshwater Algae of North America: Ecology and Classification. Academic Press, San Diego, 2003.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.