Substratos na emergência e desenvolvimento inicial de plântulas da palmeira açaí / Substrates in emergence and initial development of açaí seedlings

Marcus Vinicius Sandoval Paixão, Helio Pena de Faria Junior, Edno Ferreira dos Santos, Angélica Couto Correa, Rafaela Barreto Cazaroto Grobério, Hérica Chisté

Resumo


O açaí (Euterpe oleracea) ou açaizeiro é uma palmeira nativa da região amazônica, cujos frutinhos, são amplamente consumidos pela população local e vem conquistando o Brasil e o resto do mundo nas últimas décadas. O objetivo foi testar o efeito de diferentes substratos na emergência e desenvolvimento inicial das plântulas da palmeira açaí. Foram utilizadas sementes colhidas na região do instituto, semeadas em tubetes, capacidade 280 mL, na proporção de 4:1, sendo os tratamentos: areia; terra; bioplant®; Vermiculita. O experimento foi preparado em blocos casualizados (DBC), com quatro tratamentos e cinco repetições, sendo que cada unidade experimental foi composta por cinquenta sementes. Trinta dias após emergência da primeira plântula foi avaliada a porcentagem de emergência. Sessenta dias após emergência da primeira plântula, foram avaliadas as variáveis: número de folhas; diâmetro do coleto; comprimento da raiz; altura da parte aérea; massa verde da parte aérea e da raiz; massa seca da parte aérea e da raiz. O substrato bioplant® apresentou os melhores resultados para emergência e desenvolvimento inicial de plântulas de açaí, podendo ser recomendado para esta espécie.

 


Palavras-chave


Tubete;Bioplant®;Semente.

Texto completo:

PDF

Referências


CARVALHO, N. M. & NAKAGAWA, J. Sementes: ciência, tecnologia e produção. 4.ed. Jaboticabal: FUNEP, 588p. 2000.

DUARTE, M. L.; DE PAIVA, H. N.; ALVES, M. O.; DE FREITAS, A. F.; MAIA, F. F.; GOULART, L. M. L. Crescimento e qualidade de mudas de vinhático (PlatymeniafoliolosaBenth.) em resposta à adubação com potássio e enxofre. CiênciaFlorestal, Santa Maria, v. 25, n. 1, p. 221-229, jan.-mar. 2015.

DUMROESE, R. K.; DAVIS, A. S.; JACOBS, D. F. Nursery response of Acacia koa seedlings to container size, irrigation method, and fertilization rate. JournalofPlantNutrition, v. 34, p. 877–887, 2011.

FERMINO, M. H; KAMPF, A. N. Densidade de substratos dependendo dos métodos de análise e níveis de umidade. Horticultura Brasileira, Vitória da Conquista, v. 30, n.1, p. 75 – 79,2012.

FERNANDES, L. F.; GOMES, W. A.; MENDONÇA, R. M. N. Substratos na produção de porta-enxertos cítricos em ambiente protegido. Revista Verde (Mossoró – RN), v. 7, n. 3, p. 01-06, jul-set, 2012.

GAMA, J. S. N.; MONTE, D. M. O.; ALVES, E. U.; BRUNO, R. L. A.; BRAGA JÚNIOR, J. M. Temperaturas e substratos para germinação e vigor de sementes de Euterpe oleracea Mart. Revista Ciência Agronômica, Fortaleza-CE, v.41, n.4, p.664-670, 2010.

INCAPER. Planejamento e programação de ações para Santa Teresa. Programa de assistência técnica e extensão rural PROATER, Secretaria de Agricultura. 2011.

MEEROW, A. W.; BROSCHAT, T. K. Palm seed germination. Gainesville: University of Florida/IFAS Extension, 9 p. (University of Florida/IFAS Extension Bulletin, 274). 2012.

KÄMPF, A. N. Produção comercial de plantas ornamentais. Guaíba: Agropecuária, 2000, 254p.

KÄMPF, A.N. Análise física de substratos para plantas. Viçosa: SBCS, v.26, p.5-7. 2001.

KÄMPF, A. N. Evolução e perspectivas do crescimento do uso de substratos no Brasil. In:

BARBOSA, J.G.; MARTINEZ, H.E.P.; PEDROSA, M.W.; SEDIYAMA, M.A.N. (Ed.). Nutrição e adubação de plantas cultivadas em substrato. p.3-10, Viçosa: UFV, 2004.

MING, L.C et al. Plantas medicinais, aromáticas e condimentares: avanços naesquisa agronômica. Botucatu: UNESP, 1998. 238p.

NEVES, L. T. B. C.; CAMPOS, D. C. S.; MENDES, J. K. S.; URNHANI, C. O. & ARAÚJO, K. G. M. Qualidade de frutos processados artesanalmente de açaí (Euterpe oleracea Mart.) e bacaba (Oenocarpus bacaba Mart.). Revista Brasileira de Fruticultura, 37(1): 729-738. 2015.

NOBRE, S. A. M. Qualidade sanitária e fisiológica de sementes de ipê roxo (Tabebuia impetiginosa) e angico vermelho (Anadenantheramacrocarpa) em função de tratamentos diferenciados de frutos e sementes. 1994. 73f. Dissertação (Mestrado em Agronomia) – Escola Superior de Agricultura de Lavras.

SILVESTRE, W. V. D.; PINHEIRO, H. A.; SOUZA, R. O. R. M. & PALHETA, L. F. Morphological and physiological responses of açaí seedlings subjected to diferente watering regimes. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, 20(4): 364-371. 2016.

PORTINHO, J. Á.; ZIMMERMANN, L. M. & BRUCK, M. R. Efeitos benéficos do açaí. JournalofNutrology, 5(1): 15-20. 2012.

STURION, J. A. Métodos de produção e técnicas de manejo que influenciam o padrão de qualidade de mudas de essências florestais. Curitiba: EMBRAPA, 18p. Doc. 03, 1981.

VIEIRA, A.H. et al. Efeito de diferentes substratos para produção de mudas de freijó-louro Cordiaalliodora(Ruiz &Pav.) Oken. Boletim, Emp. Brasileira de Pesquisa Agropecuária, n.25, p.12, 1998.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.