Avaliação da influência da utilização do ácido láctico na produção de filmes de quitosana / Evaluation the influence of the use of lactic acid in the production of chitosan film

Julia Menegotto Frick Pavoni, Claudia Leites Luchese, Liliane Damaris Pollo, Isabel Cristina Tessaro

Resumo


A quitosana é um biopolímero que vem despertando grande interesse atualmente devidoàs suas características antimicrobiana e biodegradável. Éum polímero natural,solúvel em meio aquoso levemente ácido,permitindo a sua utilização em diversas aplicações, inclusive na formação de filmes, o que a torna atrativa para a indústria de embalagens.O objetivo deste trabalho foi produzir filmes de quitosana utilizando como solvente o ácido láctico para avaliar as suas características na aplicação como embalagem para alimentos.Os filmes foram produzidos por casting, com gramatura de 0,3 g cm-2,secos em estufa com circulação de ar forçada à 35 °C e caracterizados de acordo com a espessura, permeabilidade ao vapor de água e propriedades mecânicas.Para fins de comparação,a caracterização de um filme comercial à base de poli(cloreto de vinila) (PVC) também foi realizada. Com base nos resultados foi possível verificarque os filmes de quitosana apresentaram menorpermeância ao vapor de água(1,4 g h-1 m-2 kPa-1), maior percentual de deformação, em torno de 220 %, emenor rigidez (0,8 MPa) em comparação ao filme comercial, o qual apresentou 3,8 g h-1 m-2 kPa-1de permeância, 45 % de deformação e Módulo de Young de 65 MPa.


Palavras-chave


Biodegradabilidade.Embalagem.Permeabilidade ao vapor de água. Propriedades mecânicas.

Texto completo:

PDF

Referências


ASTM - American Society for Testing and Materials - D882-12 (2012); Annual Book of ASTM Standards, ASTM: Philadelphia.

ASTM - American Society for Testing and Materials - E96-00 (2000); Annual Book of ASTM Standards, ASTM: Philadelphia.

CHEN, F., GÄLLSTEDT, M., OLSSON, R.T., GEDDE, U. W., HEDENQVIST, M.S. “Unusual effects of monocarboxylic acids on the structure and on the transport and mechanical properties of chitosan films”. Carbohydrate Polymers, v. 132, 2015, pg. 419-429.

CHEN, J.H., LIU, Q.L., ZHANG, X.W., ZHANG, Q.G. “Pervaporation and characterization of chitosan membranes cross-linked by 3-aminopropyltriethoxysilane”. Journal of Membrane Science, v. 292, 2007, pg. 125–132.

CHEN, R.H., CHEN, W.Y., WANG, S.T., HSU, C.H., TSAI, M.L. “Changes in the Mark–Houwink hydrodynamic volume of chitosan molecules in solutions of different organic acids, at different temperatures and ionic strengths”.Carbohydrate Polymers, v. 78, 2009, pg. 902–907.

KHAN, T.A., PEH, K.K., CH'NG, H.S. “Mechanical, bioadhesive strength and biological evaluations of chitosan films for wound dressing”. Journal of Pharmacy and Pharmaceutical Sciences, v. 3, 2000, pg. 303-311.

LECETA, I., GUERRERO, P., IBARBURU, I., DUEÑAS, M.T., CABA, K. “Characterization and antimicrobial analysis of chitosan-based films”. Journal of Food Engineering, v. 116, 2013, pg. 889-899.

MARTINEZ, F.A.C., BALCIUNAS, E.M., SALGADO, J.M., GONZÁLEZ, J.M.D., CONVERTI, A., OLIVEIRA, R.P.S. “Lactic acid properties, applications and production: A review”. Trends in Food Science & Technology, v. 30, 2013, pg. 70-83.

MOURA, J.M., RODRIGUES, D.A.S., FARIAS, B.S., DIAS, J.S., MOURA, C.M., PINTO, L.A.A. 2013. Avaliação defilmes de quitosana produzidos com diferentes solventes. IN: 6° ENCONTRO NACIONAL DE TECNOLOGIAQUÍMICA, 28 a 30 de agosto de 2013, Maceió/Alagoas - Brasil.

VAN DEN BROEK, L.A.M., KNOOP, R.J.I., KAPPEN, F.H.J., BOERIU, C.G. “Chitosan films and blends for packaging material”. Carbohydrate Polymers, v. 116, 2015, pg. 237–242.

VELÁSQUEZ-COCK, J., RAMÍREZ, E., BETANCOURT, S., PUTAUX, J.L., OSORIO, M., CASTRO, C., GAÑÁN, P., ZULUAGA, R. “Influence of the acid type in the production of chitosan films reinforced with bacterial nanocellulose”. International Journal of Biological Macromolecules, v. 69, 2014, pg. 208–213.

XU, Y.X., KIM, K.M., HANNA, M.A., NAG, D. “Chitosan–starch composite film: preparation and characterization”. Industrial Crops and Products, v. 21, 2005, pg. 185–192.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.