Meio ambiente, saúde e sociedade: uma relação indissociável / Environment, health and society: an inseparable relationship

Edmeire Samali Alencar de Brito, Clecia Simone Gonçalves Rosa Pacheco

Resumo


A Lei Federal nº 6.938/81, denominada de Política Nacional do Meio Ambiente, objetiva a preservação, melhoria e recuperação da qualidade ambiental favorável à vida e, portanto, à saúde, visando assegurar condições ao desenvolvimento socioeconômico e à proteção da dignidade humana (artigo 2º). Esta lei define poluição como a degradação da qualidade ambiental resultante das atividades que direta ou indiretamente prejudiquem a saúde, a segurança e o bem-estar da população (artigo 3º, inciso III, alínea "a"). Partindo dessa premissa, entende-se que todo ambiente deve ter condição satisfatória e segura, garantindo a todos um meio ambiente ecologicamente equilibrado e essencial à sadia qualidade de vida. Foi embasado nessa premissa que se construiu o projeto intitulado: Um olhar sobre os animais abandonados do IF Sertão-PE/Campus Petrolina, a partir das reflexões geradas na disciplina Educação Ambiental no Curso de Licenciatura em Química do Instituto Federal do Sertão Pernambucano. Sabe-se que geralmente instituições públicas (como universidades, institutos, etc.), são áreas atrativas para animais domésticos tendo em vista a existência de dois agravantes: 1. Cantinas públicas; 2. Portas abertas. Contudo, é válido pontuar que nem sempre a convivência entre humanos e animais é sadia e recomendada, podendo provocar diversas consequências, a saber: proliferação de doenças (por conta de os animais não serem vacinados), vírus, procriação descontrolada, entre outras questões. Nesse sentido, esse artigo objetiva discutir a problemática do abandono de animais nas instituições públicas, bem como, pontuar questões salutares quanto aos cuidados necessários ao conviver com estes diariamente, buscando apresentar possíveis soluções para a problemática. Para tal, realizou uma pesquisa entre os meses de março e outubro de 2017, utilizando como instrumento de consulta o formulário googledocs, visando analisar a opinião da comunidade interna sobre a temática em tese. Após a consulta os resultados foram tabulados e, os resultados encontrados indicam a insatisfação da maioria da comunidade em conviver com os animais dentro da instituição, onde puderam opinar e pontuar possíveis soluções para a problemática.


Palavras-chave


Ambiente; Saúde; Poluição; Prevenção.

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Política Nacional de Meio Ambiente. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L6938.htm. Acesso em: 20 de set. 2017.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo: Atlas, 1991.

PRIMATT, Humphrey. The Duty of Mercy. [1776]. Editadopor Richard D. Ryder e John Austin Baker. Fontwell/Sussex: Centaur Press, 1992.

MACEDO, Roberto Sidnei. Etnopesquisa crítica, etnopesquisa-formação. Brasília: Liber Livro Editora, 2006.

MYNAIO, Maria Cecília de Sousa (Org.). Pesquisa Social: teoria, método e criatividade. 21. ed. Petrópolis: Vozes, 2002 (p.31- 47).

PASTEUR, 1999. Manual Técnico do Instituto Pasteur: Profilaxia da raiva humana, 1999.

UNESCO. DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREITOS DOS ANIMAIS. São Paulo. Disponível em: http://www.apasfa.org/leis/leis.shtml. Acesso em 12 julho 2017.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.