Implementação de atividades cognitivas e alimentares na rotina de onças- Pintadas (Panthera onça) e onça-parda (Puma Concolor) mantidas em cativeiro / Implementation of cognitive and food activities on jaguars (Panthera onca) and puma’s (Puma concolor) routine kept in captivity

Igor Carrijo Fernandes de Araújo, Larissa Ferreira Mamede, Anna Monteiro Correia Lima, Ana Paula Silva Borges, Janine França

Resumo


As onças-pintadas e pardas são espécies facilmente encontradas em zoológicos pelo Brasil, pois muitas vezes não se adaptam mais ao ambiente natural. O cativeiro inadequado traz uma série de problemas aos animais selvagens, dentre eles, o comportamento estereotipado, o tempo em inatividade e a agressividade. O enriquecimento ambiental possibilita a execução de algumas técnicas que mimetizam o hábitat natural desses animais, como por exemplo, a caça. O presente estudo teve como objetivo avaliar o comportamento de duas onças-pintadas (1 casal) e uma onça-parda (fêmea) antes, durante e após a introdução de atividades de enriquecimento ambiental. Cocos verdes (enriquecimento cognitivo) e peixes vivos (enriquecimento alimentar e cognitivo) foram introduzidos no recinto onde esses animais vivem há mais de 5 anos, no Zoológico Municipal Parque do Sabiá, Uberlândia, MG. Pelo método de avaliação animal focal, durante três semanas os animais foram avaliados quanto aos seguintes comportamentos: 1) forrageamento; 2) atividade; 3) inatividade; 4) manutenção; 5) agonístico; 6) excreção; 7) estereotipado; 8) fora do campo de visão do observador e 9) interação com objetos. Os resultados mostram que o tempo em inatividade dos animais foram reduzidos quando comparado o póscom o pré-enriquecimento e que o tempo em atividade aumentou significativamente durante o período de enriquecimento com a redução do comportamento estereotipado. Pode-se concluir também que peixes vivos foram melhor aproveitados pelas onças-pintadas e o coco verde pela onça-parda. Os enriquecimentos utilizados são simples e de baixo custo, o que pode ser reproduzido facilmente em locais que também abrigam esses grandesfelinos.


Palavras-chave


bem-estar animal, enriquecimento ambiental, etologia animal, grandes felinos, zoológico.

Texto completo:

PDF

Referências


ALTMANN J. Observational study of behavior sampling methods. Behav. 1974;49:227-67.

CAMARGO, J. R. P.; NASCIMENTO, E. L.; PREZOTO, H. H. S. Técnicas de enriquecimento ambiental de gato do mato

Leopardusguttulus(schreber, 1775), em cativeiro: um estudo de caso. In: CES REVISTA, 169., 2014, Juíz de Fora.

CARLSTEAD, K. (1996). Effects of captivity on the behavior of wild mammals. In D. G. Kleiman, M. E. Allen, K. V. Thompson & S. Lumpkin (Ed.), Wild mammals in captivity (pp. 317-333). Chicago: Universityof Chicago.

CARNIATTO C.H.O., BABÁ A.Y., ROSADO F.R. Enriquecimento ambiental com felinos em cativeiro do parque do Ingá. In: MOSTRA INTERNA DE TRABALHOS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO CESUMAR, 2008 out 2024; Maringá, BR.

Maringá:Centro Universitário de Maringa; 2008.

CARPES, A. Z. Ferramentas para aplicação de enriquecimento ambiental para felinos cativos. 2015. 77 p. Trabalho de conclusão de curso (Ciências Biológicas) – Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, SC, 2015.

DEL-CLARO, K. Comportamento Animal: Uma introdução à ecologia comportamental. Jundiaí: LivrariaConceito; 2004. 419p

MASON, G.; RUSHEN, J. A decade-or-mare’s progress in understanding stereotypic bahaviour. In: MASON, Georgia; RUSHEN, Jeffrey. Stereotypic animal behaviour fundamentals and applications to welfare. Cambridge: CAB North American Office, p. 1-18. 2006.

MOREIRA, N. Reprodução e estresse em fêmeas de felídeos do gênero Leopardus. Tese apresentada como requisito parcial à obtenção do grau em Doutor em Ciências, Área de Concentração: Zoologia, Curso de Pós-Graduação em Zoologia, Setor de 30 Ciências Biológicas, Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2001.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.