Evolução temporal entre 1990 a 2013 no uso e ocupação do solo em Nova Viçosa, Bahia

Giovanna França Bispo da Gama, João Batista Lopes da Silva, Kethlin Carvalho dos Santos Romão, Thiara Helena Mota Almeida, Luanna Chácara Pires, Frederico Monteiro Neves

Resumo


É notório que cada vez mais espaços de floresta são derrubados no Brasil. No extremo sul da Bahia tal perspectiva não é diferente, com o crescimento principalmente das culturas agrícolas e cultivos de eucalipto (eucalyptos sp.), além da expansão territorial de cidades devido ao crescimento populacional modifica intensamente o território durante os últimos vinte anos. Objetivou-se com este trabalho, identificar como se deu as modificações no uso e ocupação da terra no território de Nova Viçosa - BA, ao longo dos anos de 1990, 1994, 2002, 2006 e 2013.Foram utilizadas como base as imagens orbitais dos Satélites Landsat e RapidEye. Os resultados demonstraram gradativo aumento da monocultura do eucalipto na região, significando 49,7% em 2013, o que equivale a 658 km2. Conhecer essa dinâmica se torna fundamental no estudo da paisagem local.


Palavras-chave


Extremo sul da Bahia; Uso e ocupação; Território; SIG.

Texto completo:

PDF

Referências


AMORIM, R. R.; OLIVEIRA R. C.; Degradação ambiental e novas territorialidades no extremo Sul da Bahia. In: Programa de Pós-graduação em Geografia.Caminhos de Geografia, Instituto de Geografia, UFU, Uberlândia v. 8, n. 22, 2007 p. 18 – 37.

LEÃO, C.; KRUG, L. A.; KAMPEL, M.; FONSECA, L. M. G. Avaliação de métodos de classificação em imagens TM/Landsat e CCD/CBERS para o mapeamento do uso e cobertura da terra na região costeira do extremo sul da Bahia. In: Anais XIII Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto, Florianópolis, Brasil, 2007, INPE, p. 939-946.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.