A constituição da profissionalidade e do profissionalismo docente - percepções a dos egressos do curso de pedagogia - CCSEH - UEG / The constitution of professorial professionalism and professionalism - perceptions of graduates of the pedagogy course - CCSEH - UEG

Miriam Marques Leal, Iria Brzezinski

Resumo


A constituição da profissionalidade e do profissionalismo docente tem se apresentado como tema emergente no campo da pesquisa educacional. Estes conceitos sugerem uma nova perspectiva na abordagem da profissão docente, que precisa ser analisada em sua mutltirreferencialidade, a partir das diversas relações que os indivíduos estabelecem nos espaços sociais de construção da profissão. O processo de profissionalização docente, que engloba a profissionalidade e o profissionalismo, é desenvolvido pelos professores ao longo de sua trajetória, nos diferentes espaços de socialização, durante a formação profissional e na organização escolar, onde os professores exercem e aprendem a profissão. Da intersecção entre estes diferentes contextos e dos fatores internos e internos, objetivos e subjetivos, produtos de sucessivas socializações é que a identidade profissional docente vai se delineando. Esta pesquisa se propõe a analisar as contribuições doCurso de Pedagogia da Universidade Estadual de Goiás do Câmpus Anápolis de Ciências Socioeconômicas e Humanas – CSEH/UEG para aconstituição da profissionalidade e profissionalismo docente dos seus egressos do ano de 2014 e tambémas contribuições do curso para sua inserção no mundo do trabalho.


Palavras-chave


Formação inicial. Egressos. Curso de Pedagogia. Profissionalidade. Profissionalismo. Contextos de trabalho.

Texto completo:

PDF

Referências


AMBROSETTI, Neusa Banhara; ALMEIDA, Patrícia C. Albieri de. A constituição da profissionalidade docente: tornar-se professora de educação infantil. In: 30ª Reunião Anual da ANPEd, 2007, Caxambu - Disponível em: 30reuniao.anped.org.br/trabalhos/GT08-3027--Int.pdf Acesso em: 23 jul. 2017.

AMBROSETTI, Neusa Banhara; ALMEIDA, Patrícia C. Albieri de. Profissionalidade docente:uma análise a partir das relações constituintes entre os professores e a escola. Rev.Bras. Estud. Pedagog.,Brasília, v. 90, n. 226, p. 592-608, set./dez. 2009.Disponível em:http://rbep.inep.gov.br/index.php/rbep/article/view/475/461Acesso em: 25 jul. 2017.

ANDRÉ, Marli. O que é um estudo de caso qualitativo em educacão? Revista da FAEEBA-Educação e Contemporaneidade, v. 22, n. 40, 2013. Disponível em:https://www.revistas.uneb.br/index.php/faeeba/article/view/753/526Acesso em: 07 ago. 2017.

BRASIL, CNE. Resolução CNE/CP 1, de 18 de fevereiro de 2002. Institui Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação de Professores da Educação Básica, em nível superior, curso de licenciatura, de graduação plena. Brasília: CNE, 2002.

________, CNE. Conselho Pleno. Resolução CNE/CP nº 1 de 15 de maio de 2006. Institui Diretrizes Curriculares Nacionais para o curso de graduação em Pedagogia. Brasília: CNE, 2006.

BRZEZINSKI, Iria. Profissão Professor: identidade e profissionalização docente. In: BRZEZINSKI, Iria (Org.)Profissão professor: identidade e profissionalização docente. Brasília: Plano, 2002.

__________. Pedagogo: Delineando identidade(s). Revista UFG/ Julho 2011/ Ano XIII, n° 10, p. 120 – 131. Disponível em:https://www.proec.ufg.br/up/694/o/10_iria_brzezinski.pdfAcesso em: 03 ago. 2017.

__________. Profissionalidade, profissionalismo e profissionalização no Plano Nacional de Formação de Professores da Educação Básica (Parfor): política educacional contraditória. In: SOUZA, Ruth Catarina Cerqueira Ribeiro; MAGALHÃES, Solange Martins Oliveira (Org.). Formação, profissionalização e trabalho docente: em defesa da qualidadesocial da educação. – Campinas, SP: Mercado de Letras, 2016.

ENS, Romilda Teodora; DONATO, Sueli Pereira. Profissionalidade docente: conteúdo e estrutura das representações sociais de professores iniciantes nos contextos das políticas de formação inicial. Cadernos de Pesquisa: Pensamento Educacional, Curitiba, v. 9, n. 21, p.197-224 jan./abr. 2014. Disponível em: seer.utp.br/index.php/a/article/download/368/350Acesso em: 09 jul. 2017.

FLORES, M. A. Discursos do profissionalismo docente: paradoxos e alternativas conceptuais. Revista Brasileira de Educação, São Paulo, v. 19, n. 59, p. 851- 869, 2014. Disponível em:www.scielo.br/pdf/rbedu/v19n59/03.pdfAcesso em: 07 jul. 2017.

FLICK, Uwe. Desenho da pesquisa qualitativa. Porto Alegre: Bookman, 2009

GOLDENBERG, Mirian. A arte de pesquisar: como fazer pesquisa qualitativa em Ciências Sociais- 8ª ed. - Rio de Janeiro: Record, 2004. Disponível em: www.ufjf.br/labesc/files/2012/03/A-Arte-de-Pesquisar-Mirian-Goldenberg.pdfAcesso em: 11 ago. 2017.

MINAYO, Maria Cecília de Souza (Org.) Pesquisa social: teoria, método e criatividade. 29. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2010. (Coleção temas sociais) Disponívelem:http://www.faed.udesc.br/arquivos/id_submenu/1428/minayo__2001.pdf Acesso em: 01 ago. 2017.

MORGADO, José Carlos. Identidade e profissionalidade docente: sentidos e (im) possibilidades. Ensaio: aval. pol. públ. Educ., Rio de Janeiro, v. 19, n. 73, p. 793-812, out./dez. 2011.Disponível em: www.scielo.br/pdf/ensaio/v19n73/04.pdAcesso em: 12 jul. 2017.

MORIN, Edgar. Os sete saberes necessários à educação do futuro. 4ª ed. Trad. Catarina Eleonora F. da Silva et. al. 2.ed. São Paulo: Cortez/UNESCO, 2000.

NUÑEZ, IsauroBeltrán; RAMALHO, Betânia Leite. As representações de professores sobre a Docência como profissão: uma questão a se pensar nos processos formativos. In: II Colóquio Internacional de Políticas e Práticas Curriculares. João Pessoa: Anais (Colóquio Internacional de Políticas e Práticas Curriculares), 2005. P. 1-11. Disponível em: http://www.comperve.ufrn.br/conteudo/observatorio/uploads/publicacoes/artigos_05022013080543.pdfAcesso em: 09 ago. 2017.

SCHULTZ, Lenita Maria Junqueira e BRZEZINSKI, Iria. Estudo de caso tipo etnográfico aplicado à pesquisa em Educação Infantil. In: BRZEZINSKI, Iria; ABBUD, Maria Luiza Macedo; OLIVEIRA, Cláudia Chueire de (Org.). Percursos de pesquisa em educação. Editora Unijuí, Ijuí, 2007.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.