Aplicação do bim na compatibilização de projetos complementares / Bim application in compatibilization of additional projects

Arthur Guilherme Buss, Deborah Deah Assis Carneiro, Byatriz Cordeiro Lédo

Resumo


O Brasil apresenta uma grande falha na compatibilização e estruturação de projetos, assim, muitos dos problemas na construção civil são por falta de organização e planejamento adequados, ainda mais acentuados nos projetos complementares. O sistema BIM (Building Information Modeling) é a integração dos projetos e a construção ou reforma em um único meio, a fim de apresentar resultados sem erros ou dúvidas. Este trabalho objetiva demonstrar os reais benefícios que o BIM possui quando aplicado na fase de projetos, especificamente na compatibilização de um projeto arquitetônico com seus complementares. Assim, serão utilizados os softwares da Autodesk (AutoCAD, REVIT e Navisworks) e da AltoQi (Eberick, QiBuilder Elétrico e QiBuilder Hidrossanitário) para executar a interoperabilidade e apresentar em imagens a compatibilização dos projetos. A modelagem tridimensional dos projetos possibilitou uma visão mais ampla, permitindo uma análise prévia de conflitos, e através da compatibilização foram obtidos os relatórios, garantindo maior confiabilidade e agilidade dos dados gerados e das correções a serem feitas. Portanto, o BIM mostrou-se um excelente método para integrar informações, permitindo a identificação de conflitos antes da fase de execução.


Palavras-chave


BIM; Projetos Complementares; Interoperabilidade.

Texto completo:

PDF

Referências


ADDOR, M. R. A. et al. Colocando o 'i' no BIM. Revista Arq.Urb., p. 104 - 115, 30 ago. 2010.

ANDRADE, Max Lia Veras X., RUSCHEL, Regina Coeli. Interoperabilidade de aplicativos BIM usados em arquitetura por meio do formato IFC. Gestão & Tecnologia de Projetos, v. 4, p. 76-111, 2009.

AGÊNCIA BRASILEIRA DE DESENVOLVIMENTO INDUSTRIAL – ABDI. Avaliação de desempenho energético em Projetos BIM: Coletânea Guias BIM ABDI-MDIC. Vol. 5. Brasília: ABDI, 2017.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS – ABNT. NBR 5410: Instalações elétricas de baixa tensão. Rio de Janeiro, 2008. 209 p.

_____. NBR 5626: Instalação predial de água fria. Rio de Janeiro, 1998. 41 p.

_____. NBR 8160: Sistemas prediais de esgoto sanitário – projeto e execução. Rio de Janeiro, 1999. 74 p.

_____. NBR 6118: Projeto de estruturas de concreto – procedimento. Rio de Janeiro, 2014. 238 p.

BRASIL. Decreto n. 9.377, de 17 de maio de 2018. Institui a Estratégia Nacional de Disseminação do Building Information Modeling, Brasília, DF, 2018.

CALLEGARI, Simara. Análise da compatibilização de projetos em três edifícios residenciais multifamiliares. 2007. Dissertação (Mestrado em Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo) – UFSC, Santa Catarina, 2007.

CÂMARA BRASILEIRA DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO – CBIC. Colaboração e integração BIM – Parte 3: Implementação do BIM para construtoras e incorporadoras. Brasília, CBIC, 2016.

CÂMARA BRASILEIRA DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO – CBIC. Fundamentos BIM – Parte 1: Implementação do BIM para construtoras e incorporadoras. Brasília, CBIC, 2016.

CAMPOS, Claudia. Os progressos do BIM no Brasil e no mundo. Disponível em: . Acesso em: 23 out. 2019.

CICHINELLI, Gisele. Orçamento com BIM. Disponível em: . Acesso em: 20 abr. 2019.

DANTAS FILHO, João Bosco P; CAMINHA, Anelise C.; FONTENELE, Regina; BARROS NETO, José de Paula. Identificação de passos BIM para colaboração baseada em modelo usando medição de maturidade. 1º Simpósio Brasileiro de Tecnologia da Informação e Comunicação na Construção – SBTIC e 10º Simpósio Brasileiro de Gestão e Economia da Construção – SIBRAGEC, Fortaleza, 2017.

DE ANDRADE, Raphael Augusto; LIMA, Fernando T. A.; BORGES, Marcos M. O projeto integrado e o processo de projeto em BIM - aplicação e normas brasileiras. XXI Congreso de la Sociedad Ibero-americana de Gráfica Digital: SIGraDi, 2017 – Concepción, Chile.

EXAME. O desenvolvimento do modelo BIM no Brasil. Disponível em: . Acesso em: 15 abr. 2019.

MORAES, Ana Beatriz G. M.; TORRES JUNIOR, Rubiao G.; FURTADO, Alessandra de S. Fatores críticos da gestão do processo de projetos na engenharia simultânea: um estudo de caso em obra de infraestrutura urbana. VIII Congrego Nacional de Excelência em Gestão: IBMEC, 2012.

PAIVA, D. C. S. Uso do BIM para compatibilização de projetos: barreiras e oportunidades em uma empresa construtora. 2016. 16 f. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Engenharia Civil) – UFRN, Rio Grande do Norte, 2016.

PEREIRA, Pedro A. I.; RIBEIRO, Rochele, A. A inserção do BIM no curso de graduação em engenharia civil. XLII Congresso Brasileiro de Educação em Engenharia, Juiz de Fora, 2014.

RODRIGUES, Ana Raquel S. Grau de Maturidade em BIM: Estudos de Caso em empresas projetistas de Arquitetura na cidade de São Paulo. Monografia, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2018. 164 p.

RUSCHEL, Regina Coeli; DE ANDRADE, Max L. V. X.; DE MORAIS, Marcelo. O ensino de BIM no Brasil: onde estamos? Ambiente Construído, Porto Alegre, v. 13, n. 2, p. 151-165, abr./jun. 2013.

SUCCAR, B. Building information modelling framework: A research and delivery foundation for industry stakeholders. Automation in Construction, v. 18, n. 3, p. 357–375, 2009.




DOI: https://doi.org/10.34115/basrv4n1-020

Apontamentos

  • Não há apontamentos.