Diagnóstico da situação dos resíduos de construção civil no campus da Universidade Federal do Pará, Belém/PA / Diagnosis of the situation of waste of civil construction on the campus of the Federal University of Pará, Belém/PA

Marcos Vinicius da Silva Rebêlo, Rafaela Peres, Cinthya Karen Assunção do Rosário Duarte, Francisca Nara da Conceição Moreira, Jorge Fernando Hungria Ferreira

Resumo


Este trabalho teve como objetivo investigar a situação dos resíduos de construção civil bem como os resíduos de construção e demolição, para identificar a geração desses resíduos bem como a fim de ter uma noção da quantidade de obras na Universidade. Também foi necessária uma visita à empresa responsável pela coleta, com entrevista à um funcionário encarregado pelas planilhas de coleta dos RCC's e RCD’s. Para tanto, foi elaborado um estudo da legislação vigente aplicável aos Resíduos de Construção e demolição (RCD) seguido de uma vistoria de construções em desenvolvimento dentro da universidade, buscando sempre analisar os resíduos gerados pelo processo executado no local. A partir da análise realizada, foi possível constatar que existem falhas quanto a sua destinação final, pois os mesmos são despejados no antigo Aterro Sanitário Controlado Aurá, situado no município de Ananindeua no estado do Pará, que na verdade atuava como um lixão quando em funcionamento e atualmente este espaço serve para estocar Resíduos de construção e demolição sem qualquer triagem ou reutilização, estando em desconformidade com o que recomenda o CONAMA no seu Art. 2º, inciso VI, VII e VII que dispõe para a efetiva redução dos impactos ambientais gerados pelos resíduos oriundos da construção civil, no qual diz que estes tipos de resíduos devem ser reutilizado, reciclado e beneficiado, para que seja reimplantado no mercado, diminuindo assim a necessidade de extrair do meio ambiente.Com isso, pode-se comprovar que o este processo não é sustentável, pois não está sendo elaborado de maneira correta, se tornando oneroso apesar de economicamente viável, socialmente justo, não está gera empregos e muito menos ambientalmente correto, pois o setor de construção civil é o que mais consome recursos naturais.


Palavras-chave


Resíduos de construção civil, resíduos de demolição, Reusos.

Texto completo:

PDF

Referências


ABNT - Associação Brasileira de Normas Técnicas. NBR 15112: Resíduos daconstrução civil e resíduos volumosos – Áreas de transbordo e triagem – Diretrizespara projeto, implantação e operação. 1ed. 2004. Disponível: . Acesso: 10 mai. 2016.

ABNT - Associação Brasileira de Normas Técnicas. NBR 15113: Resíduos sólidos daconstrução civil e resíduos inertes – Aterros – Diretrizes para projetos,implantação e operação. 1ed. 2004. Disponível: . Acesso: 10 mai. 2016.

ABNT - Associação Brasileira de Normas Técnicas. NBR 15114: Resíduos sólidos da construção civil – Áreas de reciclagem – Diretrizes para projeto implantação e operação. 1ed. 2004. Disponível: . Acesso: 10 mai. 2016.

ABNT - Associação Brasileira de Normas Técnicas. NBR 15115: Agregados reciclados de resíduos sólidos da construção civil – Execução de camadas depavimentação – Procedimentos. 1ed. 2004. Disponível:. Acesso: 10 mai.2016.

ABNT - Associação Brasileira de Normas Técnicas. NBR 15116: Agregados reciclados de resíduos sólidos da construção civil – Utilização em pavimentação e preparo de concreto sem função estrutural - Requisitos. 1ed. 2004. Disponível: . Acesso: 10 mai. 2016.

ÂNGULO, Sérgio Cirelli; ZORDAN, Sérgio Edurado; JOHN,Vanderley Moacyr.Desenvolvimento Sustentável e a Reciclagem de Resíduos na Construção Civil, SãoPaulo.

BODI, J. Experiência Brasileira com Entulho Reciclado na Pavimentação. In:RECICLAGEM NA CONSTRUÇÃO CIVIL, ALTERNATIVA ECONÔMICAPARA A PROTEÇÃO AMBIENTAL, 1997,São Paulo. Anais... São Paulo: PCC – USP, Departamento de Engenharia de Construção Civil, 1997.76 p. p. 56-63.

BRASIL, Lei N° 12.305 de 02 de agosto de 2010 - Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS).aAcesso em11/04/2016

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Pesquisa Nacional de Saneamento Básico. PNSB, 2000. Disponível em: www.ibge.gov.br, acesso em10/04/2015.

LEVY, S. M. Reciclagem do Entulho de Construção Civil para Utilização como Agregado de Argamassas e Concretos. São Paulo, 1997. 145 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil) – Escola Politécnica, Universidade de São Paulo, São Paulo,1997.

PINTO, T. P. P. Utilização de Resíduos de Construção: estudo do uso em argamassas. São Paulo, 1986. 137 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil) – Escola de Engenharia de São Carlos, Universidade de São Paulo, São Carlos, 1986.

PINTO, T.P.; GONZALES, J.L.R., (Coord.) Manejo e gestão de resíduos da construção civil. Manual de orientação 1. Como implantar um sistema de manejo e gestão dos resíduos da construção civil nos municípios. Parceria Técnica entre o Ministério das Cidades, Ministérios do Meio Ambiente e Caixa Econômica Federal. Brasília: CAIXA, 2005.

Regulamentação nas terras fundiárias da UFPA é objeto de estudo. Disponível em: . Acesso em 12/03/2016.

ResoluçãoNº307,de5deJulhode2002.Disponívelem:.Acessoem01/03/2016.

SANTOS,Wallace Raimundo Araújo dos, [et al]. Plano Geral de Gerenciamento de Resíduos da UFPA, Belém, PA. 2008.

SOUZA, U.E.L. de et. al., Diagnóstico e combate à geração de resíduos na produção de obras de construção de edifícios: uma abordagem progressiva. Ambiente Construído, v.4, 2004.

UFPA lança diretrizes do plano de gestão orçamentária para 2013. Disponível em: . Acesso em 03/02/2016.

UFPA tem acréscimo de orçamento para 2012. Disponível em: . Acesso em 29/01/2016.

ZORDAN, S. E. A Utilização do Entulho como Agregado, na Confecção do Concreto. Campinas, 1997. 140 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia) – Faculdade de Engenharia Civil, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 1997.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.