Prática docente avaliativa: espaço de mediação do desempenho discente / Evaluative teaching practice: space of student performance mediation

Jovina da Silva, Joselia dos Reis Pinto dos Santos

Resumo


Considera-se relevante evidenciar que avaliar o educando é um fator significativo em seu desenvolvimento com fins de estabelecer eficiência no processo de ensino e aprendizagem, e para que isso aconteça torna-se necessário que o professor esteja apto a exercer essa função de avaliador para que não torne o ato de avaliar conflituoso e torturante. Esse trabalho objetiva investigar a prática avaliativa do docente, enfocando sua implicação no desempenho escolar do aluno, tendo como questão central: como a prática avaliativa do professor interfere no desempenho escolar do aluno? Para tanto, utilizou-se como pressuposto metodológico, a caracterização de uma pesquisa de cunho bibliográfico e de abordagem qualitativa subsidiada pelos fundamentos de teóricos de: Hoffmann (2000), Libâneo (1994), Freire (1987), Gardner (1995), dentre outros autores. O olhar investigativo enfoca a importância da avaliação mediadora no processo educativo. Os resultados do estudo mostram que as práticas avaliativas contribuem para a aprendizagem do aluno quando utilizada de forma processual, onde os aspectos qualitativos predominam sobre os quantitativos, constituindo assim uma ferramenta de análise do desempenho escolar que elucidam confrontos entre metodologia e aprendizagem. Nessa perspectiva, pretende-se contribuir para o processo de ensino e aprendizagem por meio da construção de relações didático-pedagógicas e de empatia necessárias na excelência do ensinar e aprender. Infere-se que o processo avaliativo exige um preparo pedagógico e compromisso docente, investimento das instituições escolares e políticas públicas que viabilizem uma educação que desenvolva competências pessoais, sociais e profissionais, contribuindo para o exercício da cidadania e construção de uma sociedade mais justa.


Palavras-chave


Avaliação Docente. Prática Pedagógica. Desempenho Discente.

Texto completo:

PDF

Referências


ARMSTRONG, Thomas. Inteligências múltiplas na sala de aula. Prefácio Howard Gardner. 2.ed. Porto Alegre: Artes Médicas, 2001.

BLAYA, Carolina. Processo de Avaliação. Disponível em: http://www.ufrgs.br/tramse/med/textos/2004_07_20_tex.htm. Acesso em: 20 de Outubro de 2016.

BRASIL. Parâmetros curriculares nacionais: introdução aos parâmetros curriculares nacionais. Brasília: MEC/ SEF, 1997. 126p. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/livro01.pdf>. Acesso em: 13 de outubro de 2016.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. 17. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

GARDNER, Howard. Inteligências múltiplas: a teoria na prática. Porto Alegre: Artes Médicas, 1995.

HOFFMANN, Jussara. Avaliação mediadora: uma prática da construção da pré-escola a Universidade. 17. ed. Porto Alegre: Mediação, 2000.

______. O Jogo do contrário em avaliação. Porto Alegre: Mediação, 2007.

LIBÂNEO, José Carlos. Didática. São Paulo: Cortez, 1994.

MADRUGA, J. A. G. Aprendizaje por descubrimiento frente aaprendizaje por recepción: La teoria delaprendizaje verbal significativo. In: COLL, C. et al. Desarrollo psicológico y educación, II. Madrid: Alianza Editorial, 1990. p 81-9.

ROMANOWSKI, Joana Paulim, WACHOWICZ, Lílian Anna. Processos de ensinagem na universidade: Pressupostos para as estratégias de trabalho em aula. In: ANASTASIOU, Lea das Graças Camargo. SC: UNIVILLE, 2003.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.