CalcMadeira – cálculo de peças de madeira roliça e serrada / CalcMadeira – calculation of round and square pieces of wood

Thomaz Correa e Castro da Costa, Monica Matoso Campanha, Luiz Fernando Maciel França, Miguel Marques Gontijo Neto

Resumo


O mercado valora a madeira em volume (metros cúbicos ou estéreo), pela dificuldade em estimar produtos madeireiros, e o produtor, ao vender a madeira em pé, não sabe quantas peças podem ser beneficiadas de suas árvores. Para obter esta informação foram desenvolvidas rotinas para estimar a quantidade de peças de madeira roliça e de madeira serrada que um conjunto de árvores pode fornecer. O desenvolvimento foi em Visual Basic for Applications (VBA) e Python, para peças de madeira roliça mais vendidas no mercado, e peças de madeira serrada informadas na NBR. Para madeira serrada foram simulados três métodos de desdobro. A lógica adotada é a prioridade da maior dimensão em largura e espessura, usando funções dendrométricas e relações trigonométricas. As rotinas visamfacilitar ao usuário o cálculo da receita de sua madeira de acordo com os produtos que serão gerados de um povoamento florestal a ser explorado. Os potenciais usuários são produtores rurais e empresas que plantam florestas, e empresas de desdobro da madeira de eucalipto (serrarias) que vendem, compram madeira em pé.


Palavras-chave


florestas plantadas, software, multiprodutos, eucalipto.

Texto completo:

PDF

Referências


CHICHORRO, J. F.; RESENDE, J. L. P.; LEITE,H. G. Equações de volume e de taper paraquantificar multiprodutos da madeira emfloresta atlântica. Revista Árvore, Viçosa, MG,v. 27, n. 6, p. 799-809, 2003.

COSTA, T. C. e C. da; CAMPANHA, M. M.; GONTIJO NETO, M. M.Quantificação de madeira roliça de eucalipto comparada a valoração em metro cúbico e lenha: opções de renda em sistemas de integração lavoura-pecuária-floresta (iLPF). Sete Lagoas: Embrapa Milho e Sorgo, 2016. (Embrapa Milho e Sorgo. Circular Técnica).

JUÍZO, C.G.; ROCH, M.P.; BILA, N.F. Avaliação do Rendimento em Madeira Serrada de Eucalipto para Dois Modelos de Desdobro numa Serraria Portátil. Floresta e Ambiente, v 21, n.4, p.543-550, 2014.

KOZAK, A.; MUNRO, D. D.; SMITH, J. G. H. Taper functions and their applications in forestinventory. Forest Chronicle, v. 45, n. 4, p. 278-283, 1969.

NUNES, G. V. P. Algoritmos para geração de padrões de corte paralelo e radial no processo de toras de madeira. Viçosa, UFV, 2013. 77 pgs. (Tese de Mestrado).

OLIVEIRA, E. B. Softwares para manejo e análise econômica de plantações florestais. Colombo: Embrapa Florestas, 2011. 70 p. (Embrapa Florestas. Documentos, 216).

OLIVEIRA, E. B. de; HALISKI, M.; NAKAJIMA,N. Y.; CHANG, M. Determinação da quantidadede madeira, carbono e renda da plantaçãoflorestal. Colombo: Embrapa Florestas, 2011.37 p. (Embrapa Florestas. Documentos, 220).

ROCHA, M.P.; TOMASELLI, I. Efeito do modelo de desdobro na qualidade da madeira serrada de Eucalyptusgrandis e Eucalyptusdunnii. CERNE, v. 8, n.2, p.070-083, 2002

SOARES, T. S.; VALE, A. B.; LEITE, H. G.;MACHADO, C. C. Otimização de multiprodutosem povoamentos florestais. Revista Árvore,Viçosa, MG, v. 27, n. 6, p. 811-820, 2003.

TEKL STUDIO. CultLog software. Detva, 2018. Disponível em: . Acesso em: 21 ago. 2018.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.