A influência da expectativa da inflação na cotação das ações no setor de alimento / The influence of the expectation of inflation on stock prices in the food sector

José Guilherme Chaves Alberto, Carlos Avelar Caldeira Alves, Frederico de Freitas Tolentino, Lucas Henrique de Andrade

Resumo


A relação entre indicadores macroeconômicos, como a inflação, e a sua influência no desempenho das ações é tema constante nas pesquisas acadêmicas. Investidores defendem que as cotações das ações são influenciadas principalmente pela expectativa dos indicadores e não pela sua divulgação. Nesse contexto, esse artigo analisa a relação entre a expectativa da inflação e a cotação das ações no setor de alimentos. A amostra utilizada é composta pelas principais empresas do ramo alimentício, a expectativa da inflação foi retirada do Relatório Focus e os testes foram realizados com o modelo VAR. Os resultados indicam que nos papéis Tereos, M. Dias Branco, JBS e BR Foods existem evidências de relação entre a variação da expectativa da inflação e as cotações das ações; nas ações Cosan, São Martinho, Marfrig e Minerva não foi encontrado evidências dessa relação. Conclui-se que a expectativa de inflação pode influenciar a cotação de determinados papéis no setor de alimentação.


Palavras-chave


Mercado de ação; Empresas de alimento; Indicador de inflação; Modelo VAR.

Texto completo:

PDF

Referências


CASELANI, C. N. O efeito de determinantes microeconômicos e conjunturais sobre a volatilidade dos retornos das principais ações negociadas no brasil. Tese (Doutorado em Administração). Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getulio Vargas. São Paulo, 2005.

CHEN N. F.; ROLL R.; ROSS S.A. Economic forces and the stock market. Journal of business, v. 59, n. 3, p. 383-403, 1986.

COSTA Jr., N. C. A. da; NUNES, S. M.; SEABRA, F. Co-integração e causalidade entre variáveis macroeconômicas, “risco Brasil” e retornos no mercado de ações brasileiro. Revista de Economia e Administração, v.2, n.3, p. 26-42, jul./set. 2003.

EMILIANO, P. C. et al. Foundations and comparison of information criteria Akaike and Bayesian. Revista Brasileira de Biometria, São Paulo, v.27, n.3, p.394-411, 2009.

FLANNERY, M. J.; PROTOPAPADAKIS, A. A. Macroeconomic factors do influence aggregate stock returns. Review of Financial Studies, v. 15, n. 3, p. 751-782, 2002.

KASIMIR, K.; LASSE, K. Stock market bubbles, inflation and investment risk. International Review of Financial Analysis, v. 17, n. 3, p. 592–603, 2008.

MONTES, G. C.; TIBERTO, B. P. Macroeconomic environment, country risk and stock market performance: Evidence for Brazil. Economic Modelling, v.29, n.5, p.1666-1678, 2012.

SILVA, F. M; CORONEL, D. A. Análise da Causalidade e Cointegração entre variáveis macroeconômicas e o Ibovespa. Revista de Administração FACES jornal, v. 2, n. 3, p. 31-52, 2012.

TANABE, M.; FONSECA, J. S. Aplicação de análise de regressão no estudo do comportamento dos preços de ações. Revista de Administração, v. 16, n. 4, p. 21-31. Out./dez. 1981

TEIXEIRA, E. E. M. Relação entre as expectativas econômicas publicadas no relatório focus e o retorno e volatilidade das principais ações negociadas no Brasil. Tese (Doutorado em Administração). Centro Pós-Graduação e Pesquisas em Administração da Faculdade de Ciências Econômicas da Universidade Federal de Minas Gerais. Belo Horizonte, 2011.

VELAUSEN, R. T. Estudo comparativo da variação dos preços das ações das duas empresas mais negociadas na Bovespa: comportamento dos indicadores econômicos e financeiros. Trabalho de conclusão de curso. Universidade federal do Rio Grande do Sul. 2011.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.