A indústria cultural e a arte educação brasileira: perspectivas na contemporaneidade / Cultural industry and art Brazilian education: perspectives in the contemporary world

Edilmar Marcelino, Ana Beatriz Buoso Marcelino

Resumo


O presente texto, de caráter teórico-crítico, pauta-se no âmbito da educação e sua relação com os Meios de Comunicação de Massa (mass media), sobretudo aos fenômenos eliciados pela Indústria Cultural em vista da Arte como disciplina precursora de inferência, análise e ação. O processo de estudo resume-se na análise comparativa das teorias implantadas pelos estudiosos da escola de Frankfurt, exprimindo ideias sobre as influências exercidas pela cultura de massa na Arte e seu ensino. Contudo, tais esferas são apontadas como efetivas difusoras de ações, argumentando-se sobre suas importâncias para a formação de alunos críticos e leitores de mundo, além de propor reflexões para a superação de tal problemática.


Palavras-chave


Arte, Educação, Indústria Cultural, Cultura de Massa.

Texto completo:

PDF

Referências


ADORNO, Theodor W. e HORKHEIMER, Max. Dialética do Esclarecimento. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1985.

BARBOSA, Ana Mae. A Imagem no Ensino da Arte. São Paulo, Perspectiva/Porto Alegre, Iochpe, 1991.

BENJAMIN, W. A obra de Arte na época de suas técnicas de reprodução. São Paulo: Abril Cultural, 1975. (Col. Os Pensadores)

BUORO, Anamelia B. Olhos que Pintam. São Paulo: Cortez, 2002.

COHN, Gabriel. Comunicação e Indústria Cultural. São Paulo: Edusp, 1971.

COLI, Jorge. O que é Arte. São Paulo: Brasiliense, 2000.

ECO, Umberto. Apocalípticos e Integrados. São Paulo: Perspectiva, 2004.

HERNÁNDEZ, Fernando. Cultura Visual, Mudança Educativa e Projeto de trabalho. Porto Alegre: Artmed, 2000.

JAUSS, Hans Robert. A Literatura como provocação à teoria literária. Trad. Sérgio Tellaroli. São Paulo: Ática, 1994.

LONGMAN. Dictionary of contemporary English. Third Edition. England: Longman dictionaries, 1995.

MORAN, José M. Educação, Comunicação e Meios de Comunicação. In TRUFFI, Ymair H. e FRANCO, Luiz A. C. (coordenadores). São Paulo: FDE, 1990.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.