A importância da construção de materiais didáticos digitais para professores do ensino superior / The importance of building digital didactic materials for higher education teachers

Edilmar Marcelino, Ana Beatriz Buoso Marcelino

Resumo


Atualmente, muitos estudos são voltados para os novos caminhos da educação frente a sociedade contemporânea e a inserção das tecnologias da comunicação no cotidiano das pessoas. Um olhar direto e específico sobre as formas de ensinar neste novo contexto, nos faz refletir se a tradicional metodologia pedagógica ainda se faz eficaz ou se existe a necessidade dos professores se adaptarem a um público mais contextualizado e que busque adquirir conhecimento de acordo com sua necessidade de tempo, lugar e que utilize os avanços dos meios de comunicação também para estudar. Frente a esta nova realidade educacional a UNESP – Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” através de sua equipe de profissionais que atuam no NEAD – Núcleo de Educação a Distância, ofereceu o curso de “Construção de Materiais Didático-Pedagógicos para E-Learning, M-Learning e B-Learning” voltado para seu quadro de professores e demais profissionais de apoio técnico, para que assim, estes possam produzir materiais didáticos agora de maneira que os alunos possam acessar através das novas tecnologias da informação, seja em sala de aula ou em qualquer lugar que estejam. O presente trabalho teve como ideia principal avaliar o comprometimento destes profissionais com a produção de materiais didático pedagógicos digitais durante o curso, avaliando se os professores estão adaptados as novas tecnologias de comunicação e educação. Para isto, fizemos uma análise do Fórum de Dúvidas em que os profissionais interagiam com os tutores, ressaltando suas dúvidas e principais dificuldades para atingirem os objetivos propostos pelo curso.

 


Palavras-chave


Educação a Distância. Materiais Didáticos Digitais. Ensino Superior.

Texto completo:

PDF

Referências


ABRAEAD – Anuário Brasileiro Estatístico de Educação Aberta e a Distância, 2008. 4. ed. São Paulo: Instituto Monitor, 2008.

ALMEIDA, M. E. B. de. Educação a distância na internet: abordagens e contribuições dos ambientes digitais de aprendizagem. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 29, n. 2, p. 327-340, jul./dez. 2003.

ASSMANN, H. A metamorfose do aprender na sociedade da informação. Ciência da Informação, Brasília, v. 29, n. 2, p. 7-15, maio/ago. 2000.

BASTOS, F. da P. de; MAZZARDO, M.D. Investigando as potencialidades dos ambientes virtuais de ensino aprendizagem na formação continuada dos professores. Novas Tecnologias na Educação, v. 2, n. 2, p. 1-5, nov. 2004.

BEHAR, P.A.; LEITE, S.M. SANTOS, L.A.P.A institucionalização do ROODA na UFRGS: em busca de novos espaços pedagógicos. In: SIMPOSIO BRASILEIRO DE INFORMÁTICA NA EDUCAÇÃO, 16., 2005, Juiz de Fora. Anais... Juiz de Fora, 2005.

BRASIL. Decreto no. 2494, de 10/04/1998. Diário Oficial – República Federativa do Brasil: Poder Executivo. Brasília, DF, 1998. Disponível em: . Acesso em: 10 ago. 2007.

CARVALHO, Roberto Paes e RABELO, C. O. Aula 3 – Objetivos de Aprendizagem. Aula do Curso Pós-Graduação PIGEAD, Universidade Federal Fluminense, disciplina Produção de Material Didático. Tarumã SP, Outubro/2014.

COSTA, Luciano Andreatta Carvalho. FRANCO, Sérgio Roberto Kieling. Ambientes virtuais de aprendizagem e suas possibilidades construtivistas. Rev. Novas Tec Educ. v.3, n.1, maio, 2015.

LÉVY, P. Educação e cybercultura. 1998. Disponível em . Acesso em: 10-10-15

LOISELLE, J. A. A exploração da multimídia e da rede internet para favorecer a autonomia dos estudantes universitários na aprendizagem. In: Ciberespaço e formações abertas: rumos a novas práticas educacionais. Porto Alegre: Artes Médicas, 2002. p. 107-118.

PEREIRA, H. Fundamento da Educação. Apostila do curso de Educação á Distância – Faculdade Internacional Signorelli. Rio de Janeiro, 2011.

PLETSCH, M.D. A formação de professores para a educação inclusiva. Editora UFPR, Educar, n.33, p. 143-156, Curitiba, 2009.

VIEIRA, M. B.; LUCIANO, N. A. Construção e reconstrução de um ambiente de aprendizagem para educação à distância. Associação Brasileira de Educação a Distância. 2002. Disponível em: . Acesso em: 10-10-2015.

ZANONI, Eliane. BACCARO, Thais Accioly. Ambientes Virtuais de Aprendizagem e sua Importância no Processo Pedagógico. UNOPAR Cient, Cienc, Human, Educ, Londrina, v.9, p. 99-104, Out. 2008.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.