Aprendizagem invertida: ensino híbrido em aulas de física geral dos cursos de engenharia / Flipped learning: blended learning general physics classes of engineering courses

Terezinha Jocelen Masson, Leila Figueiredo de Miranda, Gilberto Teixeira da Silva, Ubirajara Carnevale de Moraes, Antonio Hortêncio Munhoz Jr.

Resumo


No presente trabalho, são apresentadas as diretrizes fundamentais do projeto intitulado Física online, mesclando Ambientes Virtuais de Aprendizagem e o Ensino Presencial, utilizando as metodologias aplicadas nas salas de aula invertida, criando um ambiente interativo para o ensino de Física, integrando recursos da tecnologia WEB e do ensino presencial a um projeto pedagógico consistente, buscando promover a aprendizagem do discente. O projeto Física Online, com as características de um ensino híbrido – presencial (mesmo local físico) e a distância (alunos e professores estão separados física e/ou temporalmente), foi implantado nos cursos da Escola de Engenharia da Universidade Presbiteriana Mackenzie, na disciplina Física Geral I, para os discentes que já a cursaram presencialmente e foram reprovados, com o objetivo de motivá-los a continuar os seus estudos, passando de ouvintes passivos a participantes ativos, reduzindo a evasão tão característica nos primeiros semestres dos cursos de engenharia.  


Palavras-chave


Aprendizagem Invertida; Sala de Aula Invertida; Ensino Híbrido; Física Online

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, L., Educação a Distância: Conceitos e História no Brasil e no Mundo. Universidade Federal do Rio de Janeiro, 2011. http://www.abed.org.br/revistacientifica/revista_pdf_doc/2011/artigo_07. Acesso: Junho/2013.

BENNETT, J. (2000). Assessing the Potential of Electronic Discussion Groups to EnhanceLearning in a Classroom-based Course. Proceedings of ED-MEDIA 2000. Montreal

BERGMANN, J.; SAMS, A. Flip your classroom: Reach every student in every class every day. USA:ISTE, 2012.

BERGMANN, J.; SAMS, A. Sala de Aula Invertida: Uma Metodologia Ativa de Aprendizagem. Rio de Janeiro: LTC, 2016.

JAIME, M. P.; KOLLER, M. R. T.; GRAEML, F. R. La aplicación de flippedclassroomenel curso de dirección estratégica. IN: Jornadas Internacionales de InnovaciónUniversitaria Educar para Transformar, Universidade Europea, Madrid, 2015,. p. 119-133.

MOREIRA, M.A.; MASINI, E.F.S. Aprendizagem significativa: a teoria de aprendizagem de David Ausubel. Centauro Editora, 2ª edição. São Paulo, São Paulo, Brasil, 2006.

PRADO, M. E. B. B.; VALENTE, J. A. A. Educação a distância possibilitando a formação do professor com base no ciclo da prática pedagógica. In: MORAES, M. C. Educação a distância: fundamentos e práticas. Campinas-São Paulo, Brasil. Unicamp/NIED, 2002.

RAMAL, A. Sala de aula invertida: a educação do futuro. Rio deJaneiro: G1 Educação, 2015. Disponível em:http://g1.globo.com/educacao/blog/andrea-ramal/post/sala-de-aula-invertidaeducacao-do-futuro.html. Acesso em março/2017.

REDISH, E. F; SAUL, J. M. e STEINBERG, R. N., On the effectiveness of Active-Engagement Microcomputer-Based Laboratories, American Journal of Physics, v. 65, p. 45-54, 1997.

REDISH, E. F., What Can a Physics Teacher Do with a Computer? In: ROBERT RESNICK SYMPOSIUM RPI, Troy, NY, 1993

ROCA, O. A autoformação e a formação à distância: as tecnologias da educação nos processos de aprendizagem. In: SANCHO, Juana M (org) Para uma tecnologia educacional. Porto Alegre, Brasil: ArtMed, 1998.

RODRIGUES, C.S., SPINASSE, J.F., RAMOS, D.S., Sala de Aula Invertida- uma Revisão Sistemática. IN: XII Congresso Nacional de Educação. V Seminário Internacional sobre Profissionalização Docente. Pontifícia Universidade Católica, Paraná, Brasil, 2015.

SILVA, R.N., CARVALHO, L.E.P., O Ensino Híbrido como Alternativa para a Educação Inclusiva de surdos. In: II Congresso Internacional de Educação Inclusiva. Universidade Federal de Campina Grande. Campina Grande-RN, Brasil, 2016.

SILVA, G.T.; ROCHA, A.J.G.; GARCIA, P.R., VIEIRA, M.S.; MARMO, A.M.B., O Ensino a Distância como Ferramenta para a Aprendizagem Significativa e Suporte para a Aplicação da Metodologia Andragógica. In: Universidade 2008 – 6to Congresso Internacional de Educación Superior, Cuba, 2008.

SOUZA, N. A., BORUCHOVITCH, E.- Mapas conceituais: estratégia de nsino/aprendizagem e ferramenta avaliativa. IN: Educação em Revista, Educ. rev. vol.26 no.3 Belo Horizonte, 2010.

SZPIGEL, S., MASSON, T.J, Física online: uma proposta para o ensino de física no básico do curso de engenharia. Estudo de caso: Ensino de Física na Universidade Presbiteriana. in: Congresso Brasileiro de Ensino de Engenharia, Piracicaba-SP, Brasil, 2003.

VALENTE, J. A. Blendedlearning e as mudanças no ensino superior: a proposta da sala de aula invertida. EducaremRevista, Curitiba, n. 4, p. 79-97, 2014.

ZACHARY, C., Introduction to Scientific Programming: Computational Problem Solving Using Mathematica and Springer-Telos, NY, 1998.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.