Políticas educacionais dos anos 90 e os impactos na gestão da educação Brasileira / Educational policies of the years 90 and the impacts in the management of Brazilian education

Giselle Ferreira Amaral de Miranda Azevedo, Abraão Neiver de Miranda Azevedo

Resumo


As grandes transformações sociais, científicas e tecnológicas impactadas pela mundialização do capital, apoiada na reestruturação produtiva, afetaram diretamente o campo educacional exigindo um novo perfil de profissional da educação, que atendesse as determinações impostas pelo capital no sentido de acelerar o desenvolvimento da economia e enquadrá-la ao modelo empresarial de cunho privatista. Desta forma, a escola, passa a cumprir um importante papel nesse contexto, tendo como um de seus objetivos principais a formação de força de trabalho que venha atender ao mercado cada vez mais exigente e segregador. Logo, neste artigo, tem-se como objetivo principal analisar o contexto da mundialização do capital, e seus impactos nas reformas educacionais propostas pelos organismos internacionais, cujas recomendações propõem modelos gerencialistas para a gestão dos sistemas e das escolas pautados na eficiência e na eficácia dos processos educacionais. Enfoca-se o princípio da gestão democrática disposto na Constituição Federal de 1988 e na LDBEN 9.394/96 que tem como maior desafio a sua consolidação no contexto escolar, através de práticas que incentivem a participação como ato político e democrático.


Palavras-chave


Gestão Democrática. Políticas Educacionais. Reformas Educacionais.

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Constituição Federal de 1988.Disponível em: Acesso em: 15 jun. 2016.

BRASIL. Lei nº 9.394 de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDBEN). Disponível em: Acesso em: 10 mai. 2016.

CASTRO, Alda Maria Duarte Araújo. Gerencialismo e educação: estratégias de controle e regulação da gestão escolar. In: NETO, Antônio Cabral. CASTRO, Alda Maria Duarte Araújo. FRANÇA, Magna. QUEIROZ, Maria Aparecida de. (orgs.). Pontos e contrapontos da política educacional:uma leitura contextualizada de iniciativas governamentais. Brasília: Líber Livro Editora, 2007.

CHESNAIS, François. A Mundialização do Capital. São Paulo: Xamã, 1996.

DEMO, Pedro. Educação e qualidade. 3° ed. Coleção Magistério: Formação e Trabalho Pedagógico. Campinas SP: Papirus, 1996.

FRIGOTTO, G.; CIAVATTA, M.; RAMOS, M. (Orgs.). Ensino Médio Integrado: concepções e contradições. SP: Cortez, 2005.

FRIGOTTO, Gaudêncio. Educação e a crise do capitalismo real. 6.ed. São Paulo: Cortez, 2010.

HORA, Dinair Leal da. Gestão educacional democrática. 2. ed. Campinas, SP: Editora Alínea, 2010.

LACERDA, Cecília Rosa. Projeto Político-Pedagógico: construção, pesquisa e avaliação. Fortaleza: Gráfica LCR, 2004.

LOPES, Monik de Oliveira. CASTRO, Alda Maria Duarte. Modernização Administrativa: repercussões na gestão educacional. In: CASTRO, Alda Maria Duarte Araújo. FRANÇA, Magna. (orgs.). Política Educaional: contextos e perspectivas da educação brasileira. Brasília. Liber Livro, 2012.

NETO, Antônio Cabral. RODRIGUEZ, Jorge. Reformas Educacionais na América Latina: cenários, proposições e resultados. In: NETO, Antônio Cabral. CASTRO, Alda Maria Duarte Araújo. FRANÇA, Magna. QUEIROZ, Maria Aparecida de. (orgs.). Pontos e contrapontos da política educacional: uma leitura contextualizada de iniciativas governamentais. Brasília: Líber Livro Editora, 2007.

OLIVEIRA, Ibraim Vitor de. Arqué e Telos: niilismo filosófico e crise na linguagem em Fr. Nietzsche e M. Heidegger. EditricePontificiaUniversità Gregoriana. Roma, Italy: 2004.

PARO, Vitor Henrique. Administração Escolar: introdução crítica.16.ed. São Paulo, Cortez, 2010.

PARO, Vitor Henrique. Gestão democrática da escola pública. São Paulo: Editora Ática, 2005.

PARO, Vitor. Parem de preparar para o trabalho: reflexões acerca dos efeitos do neoliberalismo sobre a gestão e o papel da escola básica. Celso João et ali; orgs. Trabalho, Formação e Currículo: Para onde vai a escola. São Paulo: Xamã, 2002.

ROSAR, Maria de Fátima Félix. Existem novos paradigmas na política e na administração da educação? In: OLIVEIRA, Dalila Andrade. ROSAR, Maria de Fátima Félix (orgs.). Política e Gestão da Educação. 2.ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2008.

SANDER, Benno. Gestão da educação na América Latina: construção e reconstrução do conhecimento. Campinas, SP: Autores Associados, 1995.

VAZ, Henrique C. de Lima. Antropologia filosófica. São Paulo: Edições Loyola, 2004.

VEIGA, Ilma Passos Alencastro (org). Projeto político pedagógico da escola: Uma construção possível. 22. ed. Campinas, SP: Papirus, 2006.




DOI: https://doi.org/10.34115/basrv3n3-001

Apontamentos

  • Não há apontamentos.