Produção de rabanete (Raphanus sativus L.) cultivado sob níveis de esterco bovino e respiração basal do solo / Production of radish (Raphanus sativus L.) cultivated under bovine manure levels and soil basal respiration

Terezinha Sousa de Medeiros, Auriane Risia Marques Garcia Gomes, Mariany Patrícia Borba Alves, Angélica de Sousa Marcelino, Darlene de Matos Santos, Angelina Maria Marcomini Giongo, Adriana Rodolfo da Costa

Resumo


O esterco bovino é a fonte de matéria orgânica mais comum entre os adubos naturais, que além de afetar a produção, pode alterar o comportamento da microbiota do solo, sendo capaz estimular ou inibir sua atividade. A respiração basal do solo (RBS) é um dos parâmetros mais antigos para quantificar-se a atividade microbiana, a qual representa a oxidação da matéria orgânica por organismos aeróbios do solo. Diante disso, o objetivo do presente trabalho foi avaliar o efeito de níveis de esterco bovino na produção de rabanete (Raphanus sativus L.) e na respiração basal do solo após o cultivo. O delineamento experimental utilizado foi inteiramente casualizado, com cinco tratamentos e cinco repetições, e as parcelas consistiram de vasos contendo três plantas. As doses de esterco bovino utilizadas foram 0, 20, 40, 60 e 80 t ha-1 e a cultivar de rabanete utilizada foi a‘Híbrido Margaret Queen’. Avaliou-se a produção de rabanete (peso e comprimento de raiz)após 26 dias. Em seguida, amostras de solo de cada parcela foram coletadas para avaliação da respiração basal. ARBS foi determinada oito dias após incubação do solo em frascos com Na OH. Os dados foram submetidos à análise de variância e de regressão com o uso do software Sisvar. Observou-se efeito das doses de esterco em todos os parâmetros avaliados. Quanto à produção, verificou-se um ajuste ao modelo de regressão quadrática para comprimento (R² = 0,9455) e peso de raiz (R² = 0,9877), com doses ótimas de esterco estimadas em 61,07 t ha-1 e 76,09 t ha-1, respectivamente. Os dados de RBS se ajustaram ao modelo de regressão linear (R² = 0,8122), com taxa de aumento da RBS de 0,0226 mg de C-CO2kg solo-1 hora-1 para cada t ha-1 de esterco adicionada ao solo. Portanto, o efeito do esterco sobre a produção de rabanete e a atividade microbiana se apresenta de modo dose-dependente.


Palavras-chave


Adubo Orgânico, Atividade Microbiana do Solo,Microrganismos, Brassicaceae.

Texto completo:

PDF

Referências


CERQUEIRA JÚNIOR, E. P. et al. Avaliação do efeito da adubação verde com flor-de-seda (Calatropisprocera) na cultura do rabanete (Raphanussativus L.), em período seco. In: XIII Jornada de Ensino,Pesquisa e Extensão – JEPEX. Anais...Recife, Universidade Federal Rural de Pernambuco, 2013. Disponível em: . Acesso em: 27 fev. 2019.

CORTEZ, J. W. M.. Esterco de bovino e nitrogênio na cultura de rabanete. 2009. 76 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Agronomia, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho", Jaboticabal – São Paulo, 2009. Disponível em: . Acesso em: 08 dez. 2017.

COSTA, C.C.; OLIVEIRA, C.D. de; SILVA, C.J. da; TIMOSSI, P.C.; LEITE, I.C. Crescimento, produtividade e qualidade de raízes de rabanete cultivadas sob diferentes fontes e doses de adubos orgânicos. Horticultura Brasileira, Brasília, v.24, n.1, p.118-122, 2006.

DANTAS, M. K. L. Biomassa, atividade microbiana, e produtividade de trigo e milho em solo com histórico de aplicação de fontes orgânicas e mineral. 2017. 63 f. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-Graduação em Ciências do Solo – Universidade Federal de Santa Maria,Rio Grande do Sul, 2017.

DIONÍSIO, J. A; PIMENTEL, I. C; SIGNOR, D. Respiração microbiana. In: DIONISIO, J. A; PIMENTEL, I. C; SIGNOR, D; PAULA, A. M; MACEDA, A; MATANNA, A. L. Guia prático de biologia do solo. Curitiba: SBCS: NEPAR, 2016. Cap. 12, p. 72-77.

EMBRAPA. Sistema Brasileiro de Classificação de Solos. 3ª edição revista e ampliada Embrapa Brasília, DF 2013. Disponível em:.Acesso em: 10 dez. 2017.

FEBA, L. T; RAMPAZZO, C. S; ARAÚJO, F. F. Atividade Microbiana e Crescimento do Milho em Função de Doses Elevadas de Esterco Bovino no Solo.ColloquiumAgrariae, v. 10, n. Especial, p. 24-30, 2014.

FERREIRA, D. F. Sisvar: AGuide for its Bootstrap procedures in multiplecomparisons. Ciência e Agrotecnologia, v.38, n.2, p. 109-112, 2014.

ISLAM, K. R.; WEIL, R. R. Land use effects on soil quality in a tropical forest ecosystem of Bangladesh.Agriculture, EcosystemandEnvironment, v. 79, n. 1, p. 9-16, 2000.

KIEHL, E. J. Novo fertilizantes orgânicos. Piracicaba: 1ª edição do autor, 2010. 248 p.

OLIVEIRA, G.Q.; BISCARO, G.A.; MOTOMIYA, A.V.A.; JESUS, M.P. e FILHO, P.S.V. Aspectos produtivos do rabanete em função da adubação nitrogenada com e sem hidrogel. JournalofAgronomicSciences, v. 3, n. 1, p. 89-100, 2014.

RODRIGUES J. F., REIS J. M., R., REIS M. de A. Utilização de estercos em substituição a adubação mineral na cultura do rabanete. Revista Trópica – Ciências Agrárias e Biológicas, v.7, n.2, 2013. Disponível em:. Acesso em: 09 dez. 2017.

SANTOS, I. A.; NOGUEIRA, L. A. H. Estudo energético do esterco bovino: seu valor de substituição e impacto da biodigestão anaeróbia. Revista Agrogeoambiental, v. 4, n. 1, p. 41–49, 2012.

SILVA, E. E; AZEVEDO, P. H. S; DE-POLLI, H. Determinação da Respiração Basal do Solo (RBS) e Quociente Metálico do Solo (qCO2). Seropédica: Embrapa Agrobiologia, 2007. Comunicado Técnico, 99.

SILVA, K. C.; COSTA, C. G.; AGUIAR, V. F.; AZEVEDO, L. C. G.; CARVALHO, A. J. E. Respiração basal do solo submetida a doses crescentes de composto orgânico. Revista Univap, v. 22, n. 40, 2016.

WEINÄRTNER, M. A; ALDRIGHI, C. F. S; MEDEIROS, C. A. B. Adubação Orgânica. Pelotas: Embrapa Clima Temperado, 2006.

ZATORRE, N. P. Atributos biológicos do solo como indicadores de qualidade do solo. Gaia Scientia, v. 2, n. 6, p. 9-13, 2008.

ZORTEA, T; LIMA, H. L; GARAGNI, G; RISSO, A; TUBIN, J. S. B; BARETTA, D. Resposta da Atividade Microbiana Sobre a Aplicação de Doses Crescentes de Esterco de Ovinos em Latossolo Vermelho Distrófico¹. In:XXXIV Congresso Brasileiro de Ciências do Solo. Anais... Florianópolis, Universidade do Estado de Santa Catarina - SC,2013.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.