Influência da aplicação de fungicidas sistêmicos na cultura de couve-flor / Influence of the application of systemic fungicides on cauliflower culture

Gean Charles Monteiro, Mônica Bartira da Silva, Luan Fernando Sobreira Rodrigues, Marla Silvia Diamante, Hector Alonzo Gomez, Cristine Vanz Borges, Igor Otavio Minatel, Giuseppina Pace Pereira Lima

Resumo


 

A indução de efeitos fisiológicos benéficos após o uso de fungicidas sistêmicos em olerícolas tem sido descrito. Os efeitos incluem a promoção do crescimento e desenvolvimento vegetal, além de alterações de vias metabólicas relacionados com a defesa ao estresse biótico e abiótico. Neste sentido, objetivou-se avaliar a influência da aplicação de alguns fungicidas sistêmicos nas características agronômicas, bioquímicas e físico-químicas de couve-flor cv. Flamenco®no momento da colheita.O experimento foi realizado com delineamento em blocos casualizados, com 4 tratamentos (T1 - testemunha sem aplicação de fungicidas, T2 - Cantus® 0,3g L-1, T3 - Orkestra® SC 0,3 ml L-1 e T4 - Cabrio® Top 3,0g L-1) e 4 repetições. Cada parcela foi representada por 20 plantas, com 2 momentos de aplicação dos fungicidas (a primeira aos 21 dias após semeadura nas bandejas e a segunda, no início do florescimento da cultura a campo). Os fungicidas induziram maior desenvolvimento das folhas, o que resultou em aumento da área foliar e massa seca ou fresca das folhas. Como consequência desta influência dos fungicidas foram obtidas inflorescências com maior massa fresca e teores de vitamina C. Os tratamentos com piraclostrobina resultaram em redução da atividade de enzimas antioxidantes.


Palavras-chave


Brassica oleracea L. var. botrytis, atividade enzimática, efeitos fisiológicos

Texto completo:

PDF

Referências


Amaro, A. C. E., Macedo, A. C., Sirtoli, L. F., Ono, E. O., & Rodrigues, J. D. (2009). Influência de alguns fungicidas nas trocas gasosas e produção de plantas de pepino japonês enxertadas e não enxertadas, em condições de ambiente protegido. Horticultura Brasileira, 27, S1964-S1970. http://www.abhorticultura.com.br/eventosx/trabalhos/ev_3/A2024_T3162_Comp.pdf

Barreiros, A. L., David, J. M., & David, J. P. (2006). Estresse oxidativo: relação entre geração de espécies reativas e defesa do organismo. Quim. Nova, 29(1), 113-123. http://www.scielo.br/pdf/%0D/qn/v29n1/27866.pdf

Bradford, M. M. (1976). A rapid and sensitive method for the quantitation of microgram quantities of protein utilizing the principle of protein-dye binding. Analytical biochemistry, 72(1-2), 248-254. http://hoffman.cm.utexas.edu/courses/bradford_assay.pdf

Domínguez, I., Ferreres, F., delRiquelme, F. P., Font, R., & Gil, M. I. (2012). Influence of preharvest application of fungicides on the postharvest quality of tomato (Solanum lycopersicum L.). Postharvest biology and technology, 72, 1-10.https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0925521412000865

Erismann, N. M., Machado, E. C., & de Godoy, I. J. (2006). Capacidade fotossintética de genótipos de amendoim em ambiente natural e controlado. Pesquisa Agropecuária Brasileira, 41(7), 1099-1108.http://www.scielo.br/pdf/%0D/pab/v41n7/31190.pdf

Guimarães, L. R., Soler, J. M., Lima, G. P., & Pavan, M. A. (2014). Polyamines in tomato plants grown during an incidence of tospovirus exposure. European journal of plant pathology, 140(4), 701-709.https://link.springer.com/content/pdf/10.1007%2Fs10658-014-0490-x.pdf

Honorato Júnior, J., Zambolim, L., Aucique-Pérez, C. E., Resende, R. S., & Rodrigues, F. A. (2015). Photosynthetic and antioxidative alterations in coffee leaves caused by epoxiconazole and pyraclostrobin sprays and Hemileiavastatrix infection. Pesticide biochemistry and physiology, 123, 31-39.https://pubag.nal.usda.gov/catalog/5404659

Huang, H., Ge, Z., Limwachiranon, J., Li, L., Li, W., & Luo, Z. (2017). UV-C treatment affects browning and starch metabolism of minimally processed lily bulb. Postharvest Biology and Technology, 128, 105-111. https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S0925521416307220

Instituto Adolfo Lutz (IAL). Normas analíticas do Instituto Adolfo Lutz: métodos químicos e físicos para análises de alimentos. 4ª ed. São Paulo, 1° Ed. digital, 1002 p., 2008.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Censo Agropecuário de 2006. 2006. Disponível em: Acesso em: 10 dezembro 2018.

Instituto de Economia Agrícola (IEA). Estatística de Produção da Agropecuária Paulista. 2017. Disponível em: Acesso em: 10 dezembro 2018.

Lee, C. Y., Kagan, V., Jaworski, A. W., & Brown, S. K. (1990). Enzymic browning in relation to phenolic compounds and polyphenoloxidase activity among various peach cultivars. Journal of Agricultural and Food Chemistry, 38(1), 99-101.https://pubs.acs.org/doi/abs/10.1021/jf00091a019?journalCode=jafcau

Lima, G. P. P., Brasil, O. G., & Oliveira, A. M. D. (1999). Polyamines and peroxidase activity in bean (Phaseolus vulgaris L.) grown under saline stress. ScientiaAgricola, 56(1), 21-26.http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0103-90161999000100004&script=sci_arttext

May, A., Tivelli, S. W., Vargas, P. F., Samra, A. G., Sacconi, L. V., Pinheiro, M. Q. 2007. A cultura da couve-flor. Campinas: IAC, 36 p. (Série Tecnologia APTA, Boletim Técnico IAC, 200).

Moschou, P. N., Wu, J., Cona, A., Tavladoraki, P., Angelini, R., &Roubelakis-Angelakis, K. A. (2012). The polyamines and their catabolic products are significant players in the turnover of nitrogenous molecules in plants. Journal of experimental botany, 63(14), 5003-5015.https://academic.oup.com/jxb/article/63/14/5003/541116

Pôrto, D. R. D. Q., Cecílio Filho, A. B., Rezende, B. L. A., Júnior, A. P. B., & da Silva, G. S. (2012). Densidade populacional e época de plantio no crescimento e produtividade da couve-flor cv. Verona 284. Revista Caatinga, 25(2), 92-98. https://www.redalyc.org/pdf/2371/237123825014.pdf

Sidana, S., Bose, J., Shabala, L., &Shabala, S. (2015). Nitric Oxide in Drought Stress Signalling and Tolerance in Plants. In Nitric oxide action in abiotic stress responses in plants (pp. 95-114). Springer, Cham. http://ecite.utas.edu.au/104363

Simões, A. N., Diniz, N. B., da Silva Vieira, M. R., Ferreira-Silva, S. L., da Silva, M. B., Minatel, I. O., & Lima, G. P. P. (2018). Impact of GA3 and spermine on postharvest quality of anthurium cut flowers (Anthurium andraeanum) cv. Arizona. ScientiaHorticulturae, 241, 178-186.https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0304423818304874

Steiner, F., Sabedot, M. A., & Lemos, J. M. (2009). Efeito do Composto Orgânico sobre a Produção e Acúmulo de Nutrientes nas Folhas de Couve Manteiga. Cadernos de Agroecologia, 4(1). http://revistas.aba-agroecologia.org.br/index.php/cad/article/view/4085


Apontamentos

  • Não há apontamentos.